'Estou tentando seguir, inclusive com a luta que era dela', diz namorado de estudante da UFRGS morta em Porto Alegre


Namorado de Sarah Silva Domingues, estudante da UFRGS morta a tiros enquanto fazia trabalho acadêmico, na Região das Ilhas, em Porto Alegre, diz estar tentando seguir e dar continuidade à luta da jovem. Jovem era militante do movimento estudantil. Polícia investiga grupos criminosos que estariam envolvidas em morte de estudante "Tem sido muito difícil. Eu estou tentando seguir, inclusive com a luta que era dela", diz Vinícius Stone, namorado de Sarah Silva Domingues, de 28 anos, estudante de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), morta a tiros enquanto fazia trabalho acadêmico na Ilha das Flores, em Porto Alegre, em janeiro deste ano. 📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp Vinícius, namorado de estudante assassinada em Porto Alegre RBS TV/ Reprodução Ao longo dos últimos meses, a família de Sarah e o companheiro lidaram não apenas com a perda, mas com o processo para levar o corpo da jovem até São Paulo, onde foi enterrado. "Para além de toda a dor da perda, do luto, a gente também tem que enfrentar uma série de obstáculos legais. Eu ouvi de diversas autoridades que ela estava na hora errada e no lugar errado. Que país é esse que tem hora e lugar para a agente estar. Então, ela estava na hora e lugar que ela queria estar", pontua Vinícius. Sarah Silva Domingues era estudante do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFRGS Arquivo Pessoal Familiares da vítima esperam por uma resolução do crime que tirou a vida da jovem. Sarah era militante do movimento estudantil, foi coordenadora do Diretório Central dos Estudantes (DCE), diretora da União Nacional dos Estudantes (UNE) e integrou o Conselho Universitário da UFRGS. Investigação Homem preso por envolvimento em facção com ação na Zona Norte de Porto Alegre RBSTV/Reprodução Na noite de 21 de fevereiro, a polícia civil prendeu preventivamente o traficante Maicon Donizete Pires dos Santos, conhecido como "Red Nose". Ele estava foragido e foi capturado em Garopaba, Santa Catarina. Conforme Mario Souza, diretor do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Porto Alegre, as investigações apontam a morte de Sarah Domingues pode ter sido realizada por um grupo criminoso, da Zona Norte da Capital, com o qual Maicon tem envolvimento. "É uma pessoa inocente que morreu devido a essa violência. Esse grupo criminoso faz parte do criminoso que foi preso em Garopaba. Então, a morte da estudante da UFRGS, existe indícios fortes, de que está ligada a esse grupo criminoso da Zona Norte, que resultou em várias outras mortes durante o ano de 2023", salienta Souza. Registro de conflito entre criminosos Armamento apreendido em operação em Porto Alegre RBSTV/ Reprodução A Polícia Civil cedeu, à reportagem da RBS TV, imagens que mostram a conduta dos criminosos pode ser observada (veja acima). No vídeo, é possível ver que os criminosos descem de um carro branco no meio da rua, à luz do dia, e se revezam atirando. Um homem é atingido várias vezes e morre. Um dos envolvidos nos atos de violência, segundo a polícia, foi preso dentro de um shopping de Porto Alegre. O conflito entre os criminosos de facções distintas foi registrado pela polícia. Nas imagens, um homem efetua diversos disparos, sendo possível ver cartuchos de balas caindo. A Brigada Militar e a Polícia Civil, em operação realizada no ano passado, prenderam 28 pessoas e 25 armas. Morte de estudante Sarah Silva Domingues fazia TCC na região da Ilha das Flores Arquivo Pessoal De acordo com o 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), Sarah Silva Domingues estava em frente a um mercado da região quando o crime aconteceu. Moradores relataram à polícia que dois homens em uma motocicleta chegaram ao local, desceram do veículo e atiraram com armas de fogo contra a estudante, que conversava o proprietário do mercado, Valdir dos Santos Pereira. Sarah e ele morreram na hora, informou a Brigada Militar (BM). Foram disparados pelo menos 15 tiros. Sarah foi atingida no peito e também em um dos braços. A mulher do comerciante estava nos fundos do local e sobreviveu. Sarah Domingues era ativista e reconhecida como liderança estudantil Arquivo Pessoal O alvo dos criminosos seria o dono do estabelecimento. A polícia acredita que ele estaria incomodado com o tráfico de drogas na região. Além de Maicon, foram presas outras seis pessoas, entre eles o mandante e dois executores. Outras cinco pessoas são investigadas por participação no ataque. VÍDEOS: Tudo sobre o RS

source https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2024/03/09/estou-tentando-seguir-inclusive-com-a-luta-que-era-dela-diz-namorado-de-estudante-da-ufrgs-morta-em-porto-alegre.ghtml
Close Menu