Marido de 104 anos e esposa de 100 anos comemoram 83 anos de casado e contam o segredo da união, no interior do Ceará


Casados desde 1940, Manoel Angelim e Maria Almeida de Souza tiveram 13 filhos, 55 netos, 54 bisnetos e 12 tataranetos. Manoel Angelim e Maria Almeida de Souza, de 104 e 100 anos, respectivamente, estão casados há 83 anos. Acervo pessoal Se a idade de cada um já é algo de surpreender, o tempo que estão casados causa ainda mais admiração. Manoel Angelim e Maria Almeida de Souza têm 104 anos e 100 anos, respectivamente. Em 2023, o casal completou bodas de begônia, ou seja, 83 anos de união. Durante esse tempo, os dois tiveram 13 filhos, 55 netos, 54 bisnetos e 12 tataranetos. Todos ainda moram na cidade onde os idosos se conheceram: Boa Viagem, que fica a cerca de 200 quilômetros de Fortaleza. LEIA TAMBÉM: Exposição de peças de premiação latino-americana abre espaço para discutir pluralidade do design Ceará recebe a maior repatriação de fósseis do Brasil após a chegada de quase mil peças da França Casal comemorou 83 anos de união em 2023, em Boa Viagem, no interior do Ceará Acervo pessoal Em entrevista ao g1, Valéria Angelim, uma das netas do casal, revelou detalhes sobre o raro matrimônio, como é a rotina de Angelim e Almeida e o segredo para os 83 anos de companhia. “Hoje eles têm uma vida tranquila. Vivem numa casinha construída pensada para eles mais próxima a mim, que sou a cuidadora junto com meu filho. Gozam de paz e saúde e muito amor por parte de todos que conhecem”, comentou Valéria. Romeu e Julieta do sertão No começo do relacionamento, a mãe da noiva não aprovava. Arquivo pessoal O casal se viu pela primeira vez por volta de 1936, segundo a neta. Ambos trabalhavam com agricultura, ajudando suas famílias. Angelim foi à região onde Almeida morava, distrito de Boa Viagem, para pegar uma carga de rapaduras e logo reparou na moça. Nada aconteceu naquela época, no entanto. Os amados viriam a se reconectar anos depois e casaram em 20 de novembro de 1940. "Por obra do destino os dois se encontraram e Angelim despertou um amor à primeira vista. Assim que teve oportunidade, ele a pediu em namoro". Casal do Ceará celebra 83 anos de matrimônio Arquivo pessoal O relacionamento, no entanto, não foi prontamente aprovado pela mãe de Almeida, conta Valéria. Angelim precisou conquistar a família de sua noiva aos poucos e logo tratou de construir uma casa para a família que estava prestes a se formar. "Após o casamento, eles trabalharam juntos na agricultura, na produção de fumo de rolo, para criarem os filhos, e assim venceram. Com sacrifício, criaram todos sem passar grandes necessidades. Me sinto honrada e feliz por ser descendente, por estar com eles toda a minha vida", disse Valéria. O dia a dia dos dois é tranquilo. Angelim, por causa da idade, fica mais deitado e levanta somente à noite para sentar ao lado da esposa na sala. Juntos, os dois acompanham a oração do terço na rádio às 18h e a missa na TV em seguida. Angelim se movimenta com ajuda de andador e Almeida, em consequência de uma fratura no fêmur, não anda desde janeiro. O segredo é o amor Na imagem, o casal aparece com alguns dos filhos. Arquivo pessoal Bodas de begônia não são tão comuns. Em 2020, o g1 noticiou que equatorianos bateram recorde como o casal mais velho do mundo, com 79 anos de matrimônio. Agora, o portal conta a história do casal brasileiro que está junto há 83. Segundo Dona Almeida e sua família, o segredo é simples: amor. “Dona Almeida disse que admira a coragem, o comprometimento com a família e o amor que Angelim sempre teve. Acima de tudo, admira o compromisso com os votos feitos no altar no dia do casamento”, respondeu Valéria. A família, grande e unida, perdeu quatro membros ao longo desses anos, todos filhos de Angelim e Almeida. Um deles faleceu no colo da mãe, em 1979. Valéria relembra quando o avô reunia a criançada no alpendre de casa à noite e contava histórias mágicas, compartilhava conselhos. Ao todo, os filhos de Angelim e Almeida, contando com um casal de gêmeos, são: Helena; Maria Edileuza; Luíza; José; Francisco; Luis; Maria; Antônia; Neci; Lucimar; Mediatriz e Assis; Maria Socorro “Convivo com o casal diariamente por toda a minha vida e o fato deles sempre seguirem firmes na decisão de serem casal me inspirou muito no meu casamento. Penso que a melhor coisa foi ter sido educada por eles. Minha riqueza são os princípios que eles impregnaram em mim”, concluiu Valéria. Até hoje, o casal acompanha a missa juntos. Arquivo pessoal Assista aos vídeos mais vistos do Ceará:

source https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2023/12/17/marido-de-104-anos-e-esposa-de-100-anos-comemoram-83-anos-de-casado-e-contam-o-segredo-da-uniao-no-interior-do-ceara.ghtml
Close Menu