carnaval de ofertas

Agricultores lamentam perdas após passagem de ciclone pelo RS: 'não tenho mais nada, preciso recomeçar do zero'


Temporais causaram estragos em 83 municípios do Rio Grande do Sul e deixaram 41 mortos. Estragos causados pela passagem do ciclone em Colinas RBS TV/Reprodução A passagem do ciclone extratropical pelo RS causou prejuízos não só nas áreas urbanas das cidades, mas também no interior. Em uma das regiões do estado mais atingidas, o Vale do Taquari, o rio que dá nome ao local subiu devastando plantações, galpões e animais. Agricultores relatam perdas que ainda não foram calculadas. Uma dessas propriedades fica em Colinas. O proprietário, Seno Messer, de 62 anos, conta perdeu tudo o que trabalhou a vida inteira para conquistar. "Há 40 anos que eu tô na atividade da criação de leitões, suínos, enfim. E, agora, a destruição total. Durante toda a minha vida, eu trabalhei para conquistar o que eu tinha. Já tô com 62 anos e, agora, o que aconteceu? Essa tragédia. Não tenho mais nada. Eu preciso recomeçar do zero. Começar tudo de novo", lamenta. Seno Messer, agricultor RBS TV/Reprodução Messer tinha 360 porcos. Conseguiu retirar parte deles dos galpões, mas o restante morreu. Além da criação de suínos, plantava milho, que já estava em estado avançado de desenvolvimento. A água não deixou nada. LEIA TAMBÉM Saiba como ajudar afetados pelas chuvas Veja imagens de antes e depois da passagem do ciclone Em outra propriedade rural, uma família dependia da criação de leite para sobreviver. A água do rio chegou ao teto do galpão onde eram mantidas 28 vacas. Todas morreram. Vilson Imhoff, de 55 anos, não sabe como vai tocar a vida a partir de agora. “Cinquenta e cinco anos, faltam cinco para se aposentar. Não tem como investir, começar de novo. Única coisa que eu posso fazer, é fazer biscate para conseguir viver. Não tem como reconstruir isso”, diz. Vilson Imhoff, agricultor RBS TV/Reprodução Ainda não há dados oficiais do tamanho do prejuízo causado pelos temporais no interior. A Defesa Civil divulgou que há 2.944 desabrigados; 7.607 desalojados; 25 desaparecidos; e 41 mortos. O número de afetados ultrapassa 122 mil. Vacas que eram abrigadas em galpão na cidade de Colinas morreram durante passagem de ciclone RBS TV/Reprodução VÍDEOS: Tudo sobre o RS

source https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2023/09/08/agricultores-lamentam-perdas-apos-passagem-de-ciclone-pelo-rs-nao-tenho-mais-nada-preciso-recomecar-do-zero.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem