".

Aeroporto de Belém começa a ser operado por iniciativa privada

Concessão é válida por 30 anos e permite que o consórcio trabalhe na operação, exploração e faça investimentos nos locais. Aeroporto de Belém começa a ser operado por consórcio de iniciativa privada Os Aeroportos Internacionais de Belém e de Macapá já estão sendo administrados pela iniciativa privada. A concessão é válida por 30 anos e permite que o consórcio trabalhe na operação, exploração e faça investimentos nos locais. O consórcio 'novo norte', que arrematou a concessão em agosto de 2022, deve investir cerca de 875 milhões de reais nos aeroportos. Os usuários que frequentam o aeroporto de Belém esperam que a mudança signifique melhorias. Atualmente, o local acumula várias reclamações. “A questão da agilidade e da climatização. Como aqui é um local quente deveria ser climatizado aqui dentro”, diz o comerciante Celso Ricardo. O consórcio “Novo Norte” venceu o leilão com lance de 125 milhões de reais, 78% a mais do que o valor inicial, que era de quase 57 milhões. “Toda concessão aeroportuária visa melhorias na infraestrutura e nos serviços aeroportuários. É o que se espera pra Belém, que já tem um aeroporto com condições. Acho que precisa de algumas melhorias”, afirma Marcus Quintella, diretor da FGV Transportes. O comerciante Celso acredita que a mudança vá melhorar ao dar mais opções, tanto de lojas e conforto para a população que frequenta o local. VÍDEOS: veja todas as notícias do Pará Confira outras notícias do estado no g1 PA

source https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2023/09/05/aeroporto-de-belem-comeca-a-ser-operado-por-iniciativa-privada.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem

Ads

Facebook