3º dia do The Town tem Maroon 5 cansado, Ne-Yo como supresa positiva e Ludmilla ao lado de Lulu Santos


Vocal chocho de Adam Levine prejudica principal atração do dia, que foi completado pelo pop eletrônico certinho do Chainsmokers. A volta do The Town nesta quinta-feira (7), após um primeiro fim de semana com bons shows de Bruno Mars e Demi Lovato, foi o primeiro dia sem parcerias nos palcos principais. Pelo menos, não na programação oficial. O único convidado da vez foi Lulu Santos, que cantou no show da Ludmilla, em uma performance sensual e cheia de hits (e de ritmos). O festival teve ainda uma surpresa positiva e outra negativa: com seu soul romântico de rádio FM, Ne-Yo fez o melhor show do palco The One nesta edição até agora. Por outro lado, a performance do Maroon 5 ficou aquém do que se espera de uma atração principal, graças ao vocal chocho de Adam Levine. A quinta-feira de festival foi completada pelo pop eletrônico certinho do Chainsmokers, o sambão competente de Maria Rita e por Masego com seu romantismo homenageando ao Brasil. Angélique Kidjo mostrou a importância de se variar o line-up: foi a primeira atração africana nos palcos principais. Incluída de última no lugar de Liam Payne, por questões médicas, Joss Stone mostrou o show good vibes de sempre. The Town 2023: Qual foi o melhor show do 3º dia de festival? Initial plugin text Maroon 5 Maroon 5 abre seu show no The Town com o hit "Moves like Jagger" O líder do Maroon 5, Adam Levine, estava com a voz prejudicada e menos animado do que de costume. Somado a isso, a fórmula desgastada da banda fez a apresentação soar cansada e preguiçosa. O que talvez chegue mais perto de um risco assumido pela banda no show -- que não apareceu nas outras vindas ao Brasil -- é um cover de Prince em “I Wanna Be Your Lover”. Levine dançou e circulou pelo palco em interpretação sensual, mas a recepção da plateia foi morna. Ne-yo The Town: Ne-Yo canta hit 'So Sick' Surgido no final da primeira metade dos anos 2000, Ne-Yo sintonizou o público do The Town nas rádios FM da época que tanto tocaram os hits do cantor americano na década retrasada. Cheio de grooves e de sucessos, o cantor americano sabe bem o que faz. Ele salpicou hits pelo repertório: "Because of you" e "Ms. Independent" mais no começo; "Sexy love" e "So sick" no meio; "Give me everything" e "Time of your lives" no fim. Ne-Yo mostrou com quantos hits de rádio FM se faz um show inesquecível. Leia mais sobre o show de Ne-Yo no The Town. The Chainsmokers The Chainsmokers encerra show no The Town com "Closer" O Chainsmokers entregou ao público o que ele queria. E o público não queria muito. Em show alternando trechos de pop rocks de outros artistas e hits eletrônicos próprios, a dupla novaiorquina fez um show óbvio e preguiçoso. A fórmula deu certo, fez o público se sentir dentro de uma playlist (ou de uma festa), mas o show é aquém do que a banda entrega em seus álbuns e singles. É um show de pop eletrônico certinho, mas bem longe do mesmo arsenal tecnológico de Alok, que se apresentou no primeiro fim de semana de festival. Leia mais sobre o show do Chainsmokers no The Town. Masego The Town: Masego arrisca o português ao cantar Tim Maia O show de Masego uniu o jazz, r&b, soul e rap do cantor com versos de sucessos brasileiros. Estiveram ali "Não Adianta", do Trio Mocotó, "Imunização Racional", de Tim Maia, e "Abre Alas", de Ivan Lins. "Eu sei algumas palavras em português", disse o músico, arrancando alguns aplausos na plateia, que parecia conhecer pouco de suas canções. "Eu amo o Brasil". Leia mais sobre o show de Masego no The Town. Joss Stone The Town: Joss Stone traz bandeira do Brasil e canta Super Duper Love O clima ameno desta quinta criou o cenário good vibes para Joss Stone, que se apresentou no início da noite. A cantora voltou ao país pela sétima vez, substituindo Liam Payne, que cancelou a participação no festival após diagnóstico de infecção renal grave. A troca foi bem-sucedida. Com um repertório mais amplo que o ex-One Direction, a cantora mostrou a potência do gogó ao passear por hits, como o refrão de "You had me", que abriu a apresentação após um breve vídeo com cenas da sua trajetória artística. Leia mais sobre o show de Joss Stone no The Town. Angélique Kidjo The Town: Angélique Kidjo canta Pata Pata Muitas vezes esquecida, a importância da influência de ritmos africanos no rock foi relembrada pela cantora de Benin Angélique Kidjo, ganhadora de quatro prêmios Grammy. Ela incluiu no repertório as faixas reimaginadas do "Remain in Light", álbum histórico do grupo americano Talking Heads, pioneiro do movimento new wave. No projeto de 2018, Angélique reivindica o rock para a África, acrescentando às faixas originais arranjos de percussão, trompas e letras no idioma de seu país natal. A cantora apresentou versões de "Crosseyed and Painless" e "Once in a Lifetime" -- a última gerou o momento de maior animação do público. Leia mais sobre o show de Angélique Kidjo. Ludmilla Ludmilla agita o público do The Town com "Onda Diferente" Não é exagero cravar que o show de Ludmilla no palco Skyline, foi uma das melhores apresentações do festival até agora. Teve muita sensualidade, coreografia, cenário e música capaz de agitar a multidão que assistia ao show — apesar do horário, cedo demais para a atração, que é de peso. O show abriu com "Hoje", hit que impulsionou a carreira da carioca. O repertório foi uma mistura de seus sucessos antigos e atuais, passando pelo afrobeat, pop, funk, trap e pagode. Leia mais sobre o show de Ludmilla no The Town. Maria Rita Maria Rita canta sucesso da mãe, Elis Regina, "O Bêbado e a Equilibrista" no The Town Maria Rita começou o terceiro dia do The Town de uma maneira complicada ao abrir o show com clássicos do jazz. A escolha não empolgou muito o público. A animação só veio quando ela abriu uma roda de samba, como havia feito no Rock in Rio de 2022. O sambão começou com "O Bêbado e a Equilibrista", eternizada na voz de Elis Regina, mãe da cantora, seguiu com "O Show Tem que Continuar", de Arlindo Cruz, e foi em frente com grandes clássicos do gênero. Leia mais sobre o show de Maria Rita no The Town. Público curte o terceiro dia de The Town 2023 Luiz Gabriel Franco/g1 Ludmilla se apresenta no The Town 2023 Luiz Gabriel Franco/g1 Público curte 3º dia de The Town 2023 Luiz Gabriel Franco/g1 Público curte 3º dia de The Town 2023 Luiz Gabriel Franco/g1 Ne-Yo se apresenta no palco The One no The Town 2023 Rafael Leal /g1

source https://g1.globo.com/pop-arte/musica/the-town/2023/noticia/2023/09/08/3o-dia-do-the-town-tem-maroon-5-cansado-ne-yo-como-supresa-positiva-e-ludmilla-ao-lado-de-lulu-santos.ghtml
Close Menu