carnaval de ofertas

Lula participa nesta terça da posse do novo presidente do Paraguai


Santiago Peña substitui Mario Abdo Benítez à frente do país vizinho. Cerimônia está marcada para esta manhã, em Assunção. O presidente Lula e o presidente eleito do Paraguai, Santiago Peña, em encontro, no Palácio do Planalto, em maio Ricardo Stuckert/Presidência da República O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa nesta terça-feira (15) da posse do novo presidente do Paraguai, Santiago Peña. A cerimônia acontecerá em Assunção, capital do país. Peña foi eleito em abril para substituir Mario Abdo Benítez. Os dois integram o Partido Colorado, que domina a política do país desde os anos 50. O economista e ex-ministro da Fazenda terá um mandato de cinco anos. Na segunda (14), ao embarcar para o Paraguai, Lula afirmou que o país é um "parceiro importante para o Brasil". "Queremos continuar a ter uma boa relação com o país vizinho, dando continuidade aos investimentos entre nossos países", escreveu. Durante a noite, Lula se encontrou com Peña na residência do embaixador do Brasil no Paraguai. Os dois posaram com camisas do Corinthians autografadas pelo jogador Ángel Romero. Santiago Peña esteve com Lula em mais de uma oportunidade desde que venceu as eleições. O novo presidente paraguaio também deseja fortalecer a relação com o Brasil, principal parceiro do país na região, posição elogiada por Lula. Lula e Santiago Peña em encontro no Paraguai Presidência da República Conheça o novo presidente do Paraguai Lula e Peña já trataram de temas como o combate aos crimes nas fronteiras e a integração regional. Brasil e Paraguai integram o Mercosul, ao lado de Uruguai e Argentina, e desejam implementar o acordo comercial com a União Europeia. A negociação travou em função de questionamentos ambientais feitos pelos europeus e pela posição contrária do Brasil em ceder espaço para empresas europeias nas concorrências de compras governamentais. "É um país vizinho que queremos ter pais. Aliás, o último conflito do Brasil foi a Guerra do Paraguai, que nós nunca mais queremos repeti-la. Nossa guerra é de paz. Queremos trabalhar juntos, ter investimento nos dois países", disse Lula, em entrevista à emissora oficial do governo. Renegociação de Itaipu Após 50 anos, Brasil e Paraguai vão revisar acordo de Itaipu A revisão do anexo C do acordo que viabilizou a construção da usina hidrelétrica de Itaipu, na fronteira entre Brasil e Paraguai, é o principal ponto da agenda bilateral neste momento. Brasil e Paraguai estão estreitamente ligados por Itaipu, que responde por 8,72% da demanda de energia elétrica brasileira e é responsável por 86,4% da energia elétrica consumida no país vizinho. O anexo C do acordo, firmado em 1973, prevê a revisão dos termos financeiros diante do pagamento das dívidas relativas à construção da hidrelétrica. Em fevereiro, a Itaipu Binacional pagou a última parcela da dívida. A renegociação deve ser feita neste ano de 2023. O anexo C define bases comerciais de venda de energia elétrica gerada pela usina. Cada país tem direito a 50% da energia produzida, porém, como o Paraguai não consome toda sua quota, o Brasil compra esse excedente. Lula no Paraguai O presidente Lula e a primeira-dama, Janja da Silva, no desembarque em Assunção, Paraguai, nesta segunda (14) Ricardo Stuckert/Presidência da República Lula desembarcou em Assunção, no Paraguai, no início da noite desta segunda. Na chegada, o presidente recebeu a chave de Assunção, uma reverência que as autoridades locais estão oferecendo aos chefes de Estado que comparecem para a posse de Peña. Lula também se encontrou com o ex-presidente paraguaio Fernando Lugo, que sofreu processo de impeachment em 2012. Após o encontro com Lugo, o petista e a primeira-dama, Rosângela da Silva, foram recebidos para um jantar na Embaixada do Brasil no Paraguai.

source https://g1.globo.com/politica/noticia/2023/08/15/lula-participa-nesta-terca-da-posse-do-novo-presidente-do-paraguai.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem