Em lágrimas, Eduardo Costa pede desculpa aos fãs em Barretos por voz rouca, canta com violão e chama Trio Parada Dura no palco


Artista explicou que perdeu a voz por causa de uma gripe que pegou do filho de 3 anos. ‘Eu não vou dar o meu melhor hoje porque eu beijei meu filho essa semana’, disse. Eduardo Costa faz show saudosista para os fãs de música raiz em Barretos Eduardo Costa se emocionou durante seu show na madrugada deste domingo (19) na Festa do Peão de Barretos ao contar para o público que pegou uma gripe antes de comparecer ao rodeio. Em um discurso regado a lágrimas, o cantor explicou aos fãs que pegou o vírus do filho de 3 anos antes de viajar para Barretos (SP). O menino, segundo ele, contraiu a doença na escola. Em seguida, o cantor se desculpou pela rouquidão. “Eu queria chegar no palco e dar o meu melhor, e eu queria que vocês soubessem que eu não vou dar o meu melhor hoje porque eu beijei meu filho essa semana”, disse o artista. Segundo o cantor, ele perdeu a voz e o sono nos últimos três dias enquanto se recuperava para cantar em Barretos, descrita por ele como a “terra santa da música sertaneja” [assista ao discurso abaixo]. Eduardo Costa faz desabafo durante show na Festa do Peão de Barretos 2023 “Esses últimos três dias foram os dias mais difíceis, porque eu estava vindo para um rodeio referência no planeta, pra maior festa que existe no país, e eu perdi minha voz totalmente porque eu peguei uma tosse gigantesca, uma gripe. Mas eu não queria deixar de beijar meu filho todas as noites e fazer uma oração”, explicou Eduardo Costa. Ao agradecer o público pela compreensão, o artista chegou a ajoelhar no palco. “Eu sou o cara que canto da forma que eu estiver”, disse. Eduardo Costa faz show cheio de modas de viola na Festa do Peão de Barretos 2023 Érico Andrade/g1 Eduardo Costa esbanjou irreverência no palco antes do discurso emocionado. Entrou cantando o sucesso “Enamorado”, pediu um chapéu de peão à equipe, gravou um vídeo no celular enquanto cantava “Na saideira”, interagiu e fez coração para o pessoal que estava na frente durante “Me apaixonei” e regeu a banda no início de “Meu ex amor”, de Amado Batista. Também pediu para o guitarrista finalizar “Nova York”, de Chrystian & Ralf, com um solo e deu um beijo na namorada Mariana Polastreli durante “Coração Pirata”. Repetiu com o público os versos de “Ainda to Aì” e guiou o câmera até a frente do palco para filmar as pessoas na arena. Mais surpresas Depois do pedido de desculpas, Eduardo Costa embarcou em uma sessão acústica. “Eu quero cantar pra vocês do jeito que eu comecei há 18 anos atrás”, disse o artista. O cantor solicitou um violão e pediu que a banda descansasse enquanto ele tocava “Amor de violeiro”, “Saudade”, de Chrystian & Ralf, “Páginas de amigos” e “Telefone Mudo”, de Chitãozinho e Xororó. Mas as surpresas não pararam por aí. Após um longo solo dedilhando no violão e contando com o apoio do público para cantar, Eduardo Costa disse que estava muito rouco e disse que “quem tem padrinho não morre pagão” antes de chamar o Trio Parada Dura para o palco. Creone, Leonito e Xonadão entraram no palco já tocando o sucesso “As andorinhas voltaram”. O trio estava previsto para se apresentar mais tarde no palco “Amanhecer”, após o show de João Pedro & Cristiano, mas subiu ao palco principal para apoiar o amigo levou a plateia à loucura ao prosseguir com “Último Adeus” e “Bicho Bão é Mulher”. Veja fotos do show de Eduardo Costa na Festa do Peão de Barretos 2023 Cachaça e amor de fã Antes de tocar “Cachaceiro”, ofereceu uma garrafa de sua linha de cachaça que tomava no palco para uma fã, que prontamente aceitou o presente. “Você está me devendo, tá? Eu vou te cobrar essa garrafa depois, no próximo show. Eu ia beber ela todinha hoje”, disse. Fã de Eduardo Costa exibe mensagem no celular enquanto cantor toma cachaça no palco da Festa do Peão de Barretos 2023 Érico Andrade/g1 No fim da música, um cartaz de uma fã mineira chamou a atenção do artista. Cássima, de Água Boa (MG), escreveu que viajou mais de 1000 km só para vê-lo. Antes de solicitar que a equipe a levasse para o palco, ele não perdeu a chance de brincar ao “ler” o cartaz em voz alta. “Eduardo Costa, seu gostoso. Eduardo Costa, você tem o corpo mais bonito que eu já vi na minha vida. Eduardo Costa, você é maravilhoso”, fingiu ler o cantor. Antes mesmo de saber do problema de saúde do artista, o público já fazia os versos das músicas ecoarem pela arena e davam suporte a Eduardo Costa nos momentos em que ele deixava de cantar. Após “Cachaceiro”, a última música antes do discurso emocionado, ele se declarou “o rei da cachaça no Brasil”, mas ao se desculpar com o público pela rouquidão deixou claro que existem duas facetas do Eduardo Costa. “Eu quero que vocês saibam que eu falo de cachaça nesse palco, mas eu não sou um cachaceiro. Eu sou um homem de responsabilidades. Eu sou o Eduardo Costa aqui no palco, mas quando eu saio daqui, eu sou um pai de família”, declarou. Leia mais notícias da Festa do Peão de Barretos 2023 VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

source https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/festa-do-peao-de-barretos/2023/noticia/2023/08/20/em-lagrimas-eduardo-costa-pede-desculpa-aos-fas-em-barretos-por-voz-rouca-canta-com-violao-e-chama-trio-parada-dura-no-palco.ghtml
Close Menu