Empresário acusado de agredir Alexandre de Moraes no aeroporto de Roma presta depoimento à PF

Questionado pelo repórter Jorge Talmonse se houve agressão ou injúria contra o ministro do STF, Alex Zanatta respondeu: 'Não. De forma alguma'. Afirmação foi feita logo após o depoimento. Empresário acusado de agressão ao ministro do STF, Alexandre de Moraes, e ao filho dele presta depoimento à PF O empresário Alex Zanatta, um dos acusados de agressão ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre Moraes, e ao filho dele, prestou depoimento neste domingo (16) à Polícia Federal (PF), em Piracicaba (SP). A defesa de outros dois acusados — Roberto Mantovani Filho, e a mulher, Andreia Mantovani — divulgou uma nota negando que eles tenham começado as ofensas, mas admitindo que houve um desentendimento verbal entre Andreia e duas pessoas que acompanhavam o ministro. Ainda na nota, os acusados lamentam o ocorrido, dizem que houve um mal entendido e pedem desculpas ao ministro. O caso ocorreu na sexta-feira (14), no aeroporto de Roma, na Itália. Também neste domingo, outras autoridades brasileiras manifestaram apoio ao ministro Alexandre de Moraes e à família dele (veja mais abaixo). A Polícia Federal intimou quatro pessoas pelo caso. Um deles é o Alex Zanatta, que aparece em uma foto tirada no aeroporto de Roma, onde o ministro Alexandre de Moraes e sua família foram hostilizados e agredidos. O depoimento de Zanatta à PF ocorreu pela manhã. Na saída, em entrevista ao repórter Jorge Talmon, ele e o advogado negaram as acusações. “Ele nega em absoluto que fez qualquer ofensa ao ministro. Mas nós estaremos esclarecendo isso nos autos e tudo será muito bem esclarecido no curso das investigações”, afirmou o advogado Ralph Tortima. Questionado se houve agressão ou injúria, Zanatta respondeu: "Não. De forma alguma". Os outros três intimados a depor (Roberto Mantovani Filho, a esposa Andreia Mantovani e o filho) não compareceram, alegando que já tinham viagem marcada para Santa Catarina. Eles apresentaram à PF as passagens compradas com antecedência. Os depoimentos foram remarcados para próxima terça-feira (18). A defesa da família divulgou a seguinte nota: Roberto Mantovani Filho e sua esposa lamentam, sinceramente, todo o acontecido, estando convictos da existência de equívoco interpretativo em torno dos fatos. Esclarecem que as ofensas atribuídas como se fossem de Andréa ao Ministro Alexandre de Moraes foram, provavelmente, proferidas por outra pessoa, não por ela. Que dessa confusão interpretativa nasceu desentendimento verbal entre ela e duas pessoas que acompanhavam o Ministro. Que diante dessa discussão, que ficou acalorada diante das graves ofensas direcionadas a Andréa, Roberto, que tem mais de 70 anos, precisou conter os ânimos do jovem ofensor. Dessa forma, reiteram que em nenhum momento ocorreram ofensas, muito menos ameaças ao Min. Alexandre, que casualmente passou por eles nesse infeliz episódio. Mesmo assim, se desculpam pelo mal entendido havido, externando o veemente respeito que nutrem pelas autoridades públicas, extensivo aos seu familiares. Esclarecem, ainda, que aguardarão a divulgação da íntegra das imagens eventualmente captadas no aeroporto, acreditando que serão esclarecedoras do mal entendido havido. Por fim, manifestam acreditar numa apuração isenta, técnica e equilibrada. Inclusive, já assumiram o compromisso de comparecer perante às autoridades investigantes, o que se dará muito em breve, em data já agendada. Sobre o filho do casal, Giovani Mantovani, a defesa disse que ele presenciou o ocorrido e não teve qualquer participação. O que aconteceu no aeroporto O ministro Alexandre de Moraes estava na Itália para fazer uma palestra na Universidade de Siena. Na noite de sexta-feira, ele foi vítima de ataques no aeroporto de Roma. O filho de Alexandre de Moraes, que o acompanhava na viagem, chegou a ser agredido por um dos envolvidos. A ação começou quando Andreia Mantovani teria chamado Moraes de “bandido, comunista e comprado”. Logo depois, o marido dela, Roberto Mantovani Filho, gritou e agrediu fisicamente o filho do ministro. Mantovani Filho chegou a acertar o rosto do rapaz. Com o impacto, os óculos do filho do ministro caíram no chão. Após a agressão, Roberto, Andreia e Alex zanatta teriam prosseguido com os xingamentos. Inquérito A Polícia Federal já instaurou inquérito para apurar o caso. E pediu ajuda da polícia Italiana, inclusive acesso às imagens das câmeras do aeroporto. Segundo o código penal, os crimes praticados por brasileiros no exterior também podem ficar sujeitos à lei brasileira. Os envolvidos podem responder por agressão, ameaça, injúria e difamação. Manifestações sobre o caso Mais autoridades brasileiras repudiaram a ação contra o ministro Alexandre de Moraes e sua família. PGR A Procuradoria-Geral da República solicitou informações à Polícia Federal e disse que "tomará as medidas cabíveis a respeito do caso". O procurador-geral, Augusto Aras, considera "repulsiva essa agressão, que se agrava, segundo ele, ao atingir a família do ministro". Gilmar Mendes O ministro do STF, Gilmar Mendes, prestou solidariedade a Alexandre de Moraes e sua família, e afirmou que "a truculência violenta de extremistas jamais poderá ser aceita como forma legítima de manifestação política. Debate público se faz com ideias e argumentos". Ajufe A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e as associações regionais da magistratura federal manifestaram "profundo repúdio ao ataque" e afirmaram que "aguardam a efetiva e exemplar responsabilização dos autores do referido ataque, de acordo com as normas pertinentes ao caso". Geraldo Alckmin O vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, considerou "inadmissíveis as agressões ocorridas contra o ministro. O clima de ódio e desrespeito provocados por alguns não pode continuar". O ministro Alexandre de Moraes não quis se manifestar sobre o caso – assim como o Supremo Tribunal Federal. O PSD, partido ao qual Roberto Mantovani Filho é filiado, informou que levará o caso para o conselho de ética. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no g1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no g1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no g1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito.

source https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2023/07/16/empresario-acusado-de-agredir-alexandre-de-moraes-no-aeroporto-de-roma-presta-depoimento-a-pf.ghtml
Close Menu