'Ela veio para transformar muita coisa', diz Thaila Ayala sobre a filha Tereza após cirurgia no coração


Fantástico conversou com os atores Renato Goés e Thaila Ayala sobre a recuperação da filha. No início de julho, a bebê passou por uma cirurgia para tratar uma Comunicação Interventricular (CIV), um buraco entre as cavidades do coração que desviava parte do sangue. 'Ela veio para transformar muita coisa', diz Thaila Ayala sobre a filha Tereza após cirurgia no coração O Fantástico conversou com os atores Renato Goés e Thaila Ayala sobre a recuperação da filhinha deles, Tereza. No início do mês de julho, a pequena, com dois meses, passou por uma cirurgia para tratar um problema no coração descoberto ainda dentro do útero. Renato e Thaila compartilharam que o desejo de ter um filho surgiu antes mesmo de oficializarem o namoro. No entanto, a maternidade não era um sonho da atriz, que associava essa experiência à perda de liberdade e tinha preocupações baseadas em histórias de amigas que passaram pela maternidade solo ou pela depressão pós-parto. Apesar dos medos e incertezas, o casal decidiu iniciar a jornada da maternidade. Na primeira gravidez, no entanto, Thaila enfrentou complicações de saúde, incluindo a síndrome HELLP - um síndrome que causa pressão alta, dor de cabeça e enjoo. A doença não tinha a ver com o bebê, mas colocou os dois em risco. Com 33 semanas Chico nasceu numa cesariana. A montanha-russa recomeçou quando o casal descobriu que esperava o segundo filho, seis meses depois de Chico nascer. "Então sempre tem aquela coisa, ainda está amamentando, ainda, você não engravida... Então, a gente estava fazendo tabelinha, aquela coisa... E aconteceu", conta a atriz. Casal de atores Renato Goés e Thaila Ayala com os filhos Francisco e Tereza Reprodução/TV Globo O diagnóstico da filha do casal Os papais organizaram o chá, mas a revelação ainda estava por vir pelo ecocardiograma do bebê. Eles descobriram que Tereza tinha uma Comunicação Interventricular (CIV), um buraco entre as cavidades do coração que desviava parte do sangue. Alguns espaços se fecham sozinhos e outros não têm impacto. "E aí... o médico viu o coração inteiro e chega no final - eu já estava quase me vestindo - ele falou "peraí". E ele achou uma CIV", relata Thaila. Em cada 100 nascimentos, um bebê nasce com alguma cardiopatia - e a CIV é a mais frequente. O cardiologista da Tereza explicou que a circulação menos eficiente gasta mais calorias. O sangue não atende tão bem os órgãos. "Você diminui o fluxo para o intestino, diminui a absorção de nutrientes, e isso leva a uma consequência mais evidente para as famílias, que é o baixo ganho de peso e muitas vezes o baixo ganho de estatura, destaca o cardiologista, Gustavo Foronda. O aumento de peso era um indicador importante de sua saúde, mas, mesmo com uma alimentação adequada, houve semanas em que Tereza não chegou a ganhar nem 10 gramas. A bebê não resistiria ao parto normal. Ela veio ao mundo com 39 semanas, numa cesárea, pesando dois quilos, mais leve do que seu irmão Chico, que nasceu prematuro. 'Minha neném não tem três quilos e meio' Com o nascimento de Tereza, a preocupação na cabeça dos pais era a necessidade da cirurgia. "Teve uma que ela foi ao banheiro e eu perguntei ao médico: como era? (...) E aí eu perguntei para ele e ele falou: É uma cirurgia pesada mesmo. Nunca mais vai sair da minha cabeça. Ele falou, é abrindo. Aí, nossa! Quando ela voltou do banheiro, eu fiquei meu Deus do céu, eu passei um tempo sem ter coragem de falar para ela”, compartilhou Renato Goés. A mãe descreve que a cirurgia de Tereza foi um procedimento delicado. "Abre o peito, serra, tira todo o sangue do coração, afasta do pulmão, opera, intuba, volta o sangue pro coração, fecha o peito e deixa o marca-passo. Minha neném não tem três quilos e meio", desabafou Thaila. O cirurgião conseguiu costurar com tecido biológico o coração. Os médicos disseram que o problema da Tereza teoricamente está resolvido e que ela vai levar uma vida normal. Apesar das preocupações, a cirurgia foi bem-sucedida, e Tereza retornou para casa em apenas dez dias. Thaila com a filha Tereza no colo, a caminho da cirurgia da pequena Reprodução/TV Globo "Com certeza tudo isso veio para para transformar. Realmente os valores, e você vê tudo de uma forma diferente, então acho que primeiro ela vem para transformar os pais, mas eu acho que realmente ela veio para transformar muita coisa", finaliza Thaila. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no g1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no g1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no g1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito.

source https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2023/07/16/ela-veio-para-transformar-muita-coisa-diz-thaila-ayala-sobre-a-filha-tereza-apos-cirurgia-no-coracao.ghtml
Close Menu