".

RS deve ter domingo de sol, com temperaturas negativas na Serra e mínima de 9°C em Porto Alegre; chuva retorna na segunda


Há previsão de geada em parte do estado. Frio pode piorar doenças respiratórias, principalmente em abrigos. Temporais e cheias deixaram 166 mortos no RS. Geada no norte do Rio Grande do Sul em maio de 2024 Reprodução/RBS TV O domingo (26) deve ser de sol e frio no Rio Grande do Sul, segundo a Climatempo. A previsão indica uma breve trégua na chuva que caiu nos últimos dias, voltando a causar transtornos e a elevar rios no estado. Nas regiões da Fronteira Oeste, Serra e Norte, pode haver formação de geada. 📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp Apesar da presença do sol, o dia deve ser de frio. Em Porto Alegre, a mínima fica em 9°C. A máxima prevista é de 16°C. Congestionamento gera filas em 'corredor humanitário' Minidoc do g1 mostra o que restou de cidade varrida por enchente Os números são ainda menores na fronteira com o Uruguai, onde deve marcar 3°C em Bagé, e na Serra, com previsão de temperaturas negativas – São José dos Ausentes deve registrar -2°C. Durante a tarde, a máxima não passa de 13°C em Santa Maria, na Região Central. Em Passo Fundo, no Norte, os termômetros podem chegar a 15°C. Já em Santa Rosa, no Noroeste, a previsão é de 18°C. Os temporais e cheias que atingem o estado desde o final de abril já deixaram 166 pessoas mortas. Frio segue intenso no Rio Grande do Sul neste domingo (26) Chuva na segunda A chuva deve retornar ao Rio Grande do Sul na segunda-feira (27), persistindo na terça (28). Pancadas fortes devem atingir o Litoral, a Região Metropolitana, a Serra e na Região dos Vales. O Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da UFRGS afirma que a previsão de até 40 milímetros de chuva pode afetar partes da bacia do Guaíba na segunda-feira. "Os cenários de previsão indicam cheia duradoura, com manutenção dos níveis elevados nos próximos dias. O nível do Guaíba deve manter-se elevado na casa dos 4 metros nos próximos dias", afirma o IPH. Nível dos rios do RS: Guaíba (Porto Alegre): 4,09 metros (cota de inundação 3 m) Rio dos Sinos (São Leopoldo): 4,76 metros (4,50 m) Rio Gravataí (Passo das Canoas): 5,40 metros (4,75 m) Rio Taquari (Muçum): 6,04 metros (18 m) Rio Caí (Feliz): 3,69 metros (9 m) Rio Uruguai (Uruguaiana): 8,37 metros (8,50 m) Lagoa dos Patos (Pelotas): 2,07 metros (1,30 m) Mesmo sem nem ter encerrado, maio foi o mês mais chuvoso em Porto Alegre nos últimos 108 anos (o monitoramento começou em 1916). Até o sábado (25), o volume acumulado na capital foi de 486,6 milímetros, conforme medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) na estação do bairro Belém Novo, na Zona Sul. Vista aérea de Porto Alegre após alagamentos Reprodução/TV Globo Frio e doenças respiratórias Com a chegada do frio, os casos de gripe e Covid-19 se tornam uma preocupação, principalmente em abrigos. O estado tem 637 mil pessoas fora de casa, sendo quase 56 mil em abrigos e quase 582 mil pessoas na casa de parentes ou amigos. "Nos nossos hospitiais de atendimento, a gente tem observado as doenças respiratórias", diz Rodrigo Stabeli, coordenador de Operações Emergenciais do Ministério da Saúde no RS. Leptospirose: 4 mortes e 76 casos confirmados O Ministério da Saúde anunciou o envio de R$ 53 milhões para municípios do RS que entregaram planos de combate à gripe. A pasta diz esperar a finalização de um planejamento da Secretaria Estadual da Saúde (SES) para destinar 600 mil doses de vacina contra o vírus Influenza. No início do mês, uma remessa com 400 mil doses do imunizante chegou ao Rio Grande do Sul. Segundo o governo federal, as secretarias da Saúde dos municípios estão disponibilizando vacinas nos mais de 700 abrigos que foram montados. Abrigo de pessoas afetadas pela chuva no RS Reprodução/RBS TV VÍDEOS: Tudo sobre o RS

source https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2024/05/26/rs-deve-ter-domingo-de-sol-com-temperaturas-negativas-na-serra-e-minima-de-9c-em-porto-alegre-chuva-retorna-na-segunda.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem

Ads

Facebook