Psicólogo destaca a importância de acolher as pessoas atingidas pelas enchentes no RS

O Jornal Nacional conversou com o psicólogo Christian Haag Kristensen, coordenador do núcleo de estudos e pesquisa em trauma e estresse da PUC do Rio Grande do Sul. Psicólogo destaca a importância de acolher as pessoas atingidas pelas enchentes Na noite desta sexta-feira (10), o Jornal Nacional conversou com o psicólogo Christian Haag Kristensen, coordenador do núcleo de estudos e pesquisa em trauma e estresse da PUC do Rio Grande do Sul. William Bonner: Há um problema sério de saúde para as pessoas.O estado mental das pessoas, obviamente, está muito abalado. O que acontece com uma pessoa que, de repente, se vê em um abrigo como esse, sem casa, sem nada? Christian Haag Kristensen: Nesse momento que as pessoas estão passando, são a maior parte das pessoas são reações até esperadas para uma situação como essa. Por exemplo, reações emocionais. As pessoas podem sentir medo, angústia, ansiedade. Podem sentir reações no próprio corpo, ficarem tensas, mais agitadas. Reações interpessoais: se isolarem, ficarem mais reclusas ou ficarem com um senso de desconfiança e até mesmo algumas reações mais no processo de pensamentos. Ficarem mais confusas, com dificuldade de tomar decisão. Agora é importante as pessoas entenderem que, com o passar do tempo, para a maior parte das pessoas, essas reações vão diminuindo. Então, as pessoas vão aos poucos, gradualmente, recuperando o seu funcionamento. Bonner: Têm um tempo que se possa estimar, em média, para esse processo? Christian: Sim. Ao longo das primeiras duas semanas é esperado que vá já diminuindo e, aos poucos, à medida que as pessoas puderem retomando algumas das suas atividades, isso deve ir diminuindo ao longo do tempo. Bonner: Que conselho o senhor dá a alguém que, neste momento, esteja acolhendo uma pessoa que tenha passado por isso? Porque assim, aqui nós temos pessoas acolhidas na universidade, mas há famílias brasileiras certamente acolhendo gente em casa nessa situação, famílias de gaúchos. Algum conselho para quem tenha ao seu lado alguém com esse trauma, esse estresse? Christian: Sim, isso é muito importante. Se colocar à disposição para escutar a pessoa, se assim ela desejar falar. Mas não impor isso à pessoa, especialmente não ficar relembrando a pessoa e pedindo que ela fique revivendo a situação traumática, que ela eventualmente tenha passado. Então isso, é muito importante do ponto de vista de questões futuras em termos de saúde mental. LEIA TAMBÉM Em Arroio do Meio (RS), água baixa e revela cenário de destruição Mesmo com cheia, muitos moradores de cidades gaúchas atingidas permanecem em casa Atletas e ex-atletas estão na linha de frente para socorrer as vítimas das enchentes no RS Mais de 10 mil animais já foram resgatados no Rio Grande do Sul desde o início da tragédia

source https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2024/05/10/psicologo-destaca-a-importancia-de-acolher-as-pessoas-atingidas-pelas-enchentes-no-rs.ghtml
Close Menu