Israel lança ataque contra o Irã, diz TV


Ao menos três explosões foram ouvidas próximas de uma base militares, nesta quinta-feira (18). Israel avaliava resposta militar contra o Irã após lançamento de mísseis e drones, no sábado (13). Um outdoor anti-Israel com uma foto de mísseis iranianos é visto em uma rua em Teerã, Irã, em 15 de abril de 2024. Majid Asgaripour/WANA via Reuters Israel lançou um ataque contra o Irã, informou a rede de TV norte-americana ABC, na noite desta quinta-feira (16), citando um oficial dos Estados Unidos. De acordo com a emissora, mísseis israelenses atingiram o país. ✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp No sábado (13), o Irã lançou mais de 300 mísseis e drones iranianos em um ataque sem precedentes contra Israel. Desde então, o governo israelense avaliava uma resposta militar. Relembre a crise entre os países mais abaixo. A agência de notícias iraniana Fars afirmou que ao menos três explosões foram ouvidas nas proximidades de uma base militar ao noroeste de Isfahan. A região fica a 450 km de Teerã e tem instalações nucleares. As causas das explosões são desconhecidas. Além disso, a agência de notícias Reuters afirmou que o sistema de defesa aérea foi ativada na província de Isfahan. A imprensa iraniana afirmou ainda que voos foram suspensos e cancelados em várias cidades, inclusive em Teerã. Ainda não há informações sobre a extensão do ataque. Até a última atualização desta reportagem, Israel não havia se pronunciado sobre o assunto. *A reportagem está sendo atualizada. Reposta de Israel Até então, o governo de Israel ainda estava discutindo como seria a resposta ao Irã. Segundo o canal israelense Channel 12, Israel queria lançar uma réplica para "ferir" o Irã sem chegar ao ponto de provocar uma guerra regional. Por outro lado, o Irã disse que lançaria uma ofensiva ainda maior contra Israel caso fosse alvo de um contra-ataque. O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, afirmou em uma conversa com o emir do Catar que qualquer ação contra os interesses do país receberá uma resposta severa. Nesta quinta-feira, o Irã disse que poderia reavaliar sua doutrina atômica — que oficialmente é voltada para fins pacíficos — caso Israel mirasse instalações nucleares do país. Crise entre Israel e Irã Quer entender o que aconteceu entre Irã e Israel? A escalada na crise entre Irã e Israel começou no dia 1º de abril. Naquele dia, um ataque israelense matou um comandante sênior da Guarda Revolucionária do Irã e outras seis pessoas, na Síria. O bombardeio atingiu o consulado do Irã em Damasco e foi conduzido por aviões militares. À época, Israel evitou comentar o caso, mas fontes da Defesa israelense confirmaram a autoria do bombardeio ao jornal "The New York Times". Um dia depois do ataque, o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, prometeu vingança e disse que Israel iria se arrepender do ataque. Nos dias seguintes, começaram a pipocar informações sobre a possibilidade efetiva de uma resposta do Irã. O governo dos Estados Unidos, inclusive, demonstrou preocupação diante da ameaça. A resposta efetiva veio no dia 13 de abril, quando o Irã lançou mais de 300 drones e mísseis contra Israel, em um ataque sem precedentes. A agência de notícias Associated Press informou que essa foi primeira vez que em o Irã lançou um ataque militar direto a Israel, apesar de mais de quatro décadas de uma inimizade que remonta à Revolução Islâmica de 1979. As Forças de Defesa de Israel afirmaram que conseguiram interceptar 99% dos mísseis e drones lançados. Parte dos projeteis foi derrubada com a ajuda dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Jordânia. O ataque levou os Estados Unidos a aplicarem novas sanções contra o Irã. No entanto, a Casa Branca avisou Israel que não participaria de um contra-ataque conduzido por Israel. VÍDEOS: mais assistidos do g1

source https://g1.globo.com/mundo/noticia/2024/04/18/israel-ataque-ira.ghtml
Close Menu