Ciclista morre após ser atropelado por ônibus, no Centro de BH


Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Civil foi acionada para perícia, mas não compareceu ao local. Ciclista é atropelado por ônibus no Centro de BH. Um ciclista morreu depois de ser atropelado por um ônibus, no início da tarde deste sábado (13), no Centro de Belo Horizonte. O artista plástico Fabrício Bruno da Cruz, de 38 anos, chegou a ser levado para o Hospital Pronto Socorro João XXIII em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o motorista disse que o ciclista saiu de trás de um caminhão de lixo que estava estacionado, em alta velocidade, e colidiu contra o ônibus. Ainda segundo o documento, a perícia da Polícia Civil foi acionada, mas não compareceu logo após o acidente, e a bicicleta não havia sido encontrada até a conclusão da ocorrência. Testemunhas, que estavam no local do acidente, disseram à equipe da TV Globo que Fabrício seguia de bicicleta pela rua Carijós e que havia um caminhão de lixo estacionado na esquina da rua Guarani, por onde passava o ônibus. O coletivo acabou acertando o ciclista no cruzamento das duas ruas. São relatos parecidos com o que disse o motorista do ônibus no boletim de ocorrência. Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Civil foi acionada para perícia, mas não compareceu ao local. Crédito - PMMG No entanto, a família de Fabrício não se conforma. Amigos e familiares do ciclista estiveram no local do acidente ainda neste sábado em busca de informações. Ouviram pessoas e procuraram imagens de câmeras de segurança e do olho vivo, que há no cruzamento onde ocorreu o acidente. Carla Almeida, sobrinha de Fabrício, disse que ele era um ciclista cuidadoso e, por isso, muitas perguntas sobre o acidente estão sem resposta. "Não aconteceu a perícia. Cadê a bicicleta do meu tio? A bicicleta dele sumiu", disse ela. A irmã de Fabrício, a analista de marketing Fabíola Almeida, chama a atenção para a violência vivida pelos ciclistas em grandes cidades, como Belo Horizonte. "Ele adorava pedalar e fazia de um 'hobby', o meio de locomoção dele. Ele deixou de ser um ciclista para ser uma estatística da cidade", disse Fabíola. A Polícia Civil disse que a investigação do acidente está em andamento, incluindo a requisição de perícia oficial. Disse, ainda, que o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico-legal Dr. André Roquette (IMLAR) para ser submetido a exames. Já a Guarda Municipal de Belo Horizonte informou que recolheu a bicicleta e que esta seria devolvida aos familiares. Vídeos mais assistidos do g1 MG

source https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2024/04/13/ciclista-morre-apos-ser-atropelado-por-onibus-no-centro-de-bh.ghtml
Close Menu