Às vésperas da 'Superterça', Nikki Haley vence Trump pela primeira vez nas primárias do Partido Republicano


Ex-governadora da Carolina do Sul venceu com 62,9% dos votos nas primárias republicanas de Washington, no Distrito de Columbia. Vitória interrompe o predomínio de Donald Trump, que já saiu à frente em oito disputas de nomeação. Nikki Haley posa para selfie em evento de campanha em Vermont neste domingo (3) Michael Dwyer/Associated Press A pré-candidata à presidência dos Estado Unidos Nikki Haley venceu as primárias republicanas de Washington, no Distrito de Columbia, neste domingo (3). ➡️ Essa é a primeira vitória da ex-governadora da Carolina do Sul no processo de indicação e interrompe, pelo menos temporariamente, o predomínio de Donald Trump nas disputas eleitorais do Partido Republicano. Haley é a única oponente do ex-presidente americano na disputa. Ela obteve 62,9% dos votos, contra 33,2%. Apesar disso, a pré-candidata ainda enfrentará dificuldades em ganhar a indicação republicana para enfrentar o provável candidato democrata, o presidente Joe Biden, em novembro. Trump venceu as primeiras oito disputas de nomeação por margens significativas antes de perder para Haley na capital dos Estados Unidos. Ainda segundo pesquisas de opinião, ele deverá vencer quase todas as disputas de indicação no futuro. rump debocha de Nikki Haley e parabeniza 'nenhum dos candidatos' ao vencer em Nevada ➡️ Mas o que explica a vitória de Harley em Washington DC? Primeiramente, a cidade 100% urbana tem uma proporção alta de moradores que possuem diploma universitário. O núcleo da base de Trump inclina-se para o meio rural e é particularmente forte em áreas com baixo nível de escolaridade. A cidade também abrigou um número significativo de funcionários federais que os aliados de Trump prometeram demitir em massa e substituir por legalistas se eles vencerem em novembro. Algumas categorias de trabalhadores federais têm visto um aumento nas ameaças de morte nos últimos anos, e Trump refere-se frequentemente à área de DC como o “pântano”. Haley recebeu 19 delegados de sua vitória, uma pequena parte dos 1.215 delegados necessários para garantir a indicação. Esta não é a primeira vez que os republicanos na capital rejeitam Trump. Durante a última disputa competitiva de nomeação republicana no Distrito de Columbia, em 2016, Trump recebeu menos de 14% dos votos e nenhum delegado, mesmo tendo conquistado a nomeação a nível nacional. 'Superterça' A vitória de Haley antecede uma das datas mais importantes da eleição: a 'Superterça', como é chamada o dia no qual vários estados votam simultaneamente em postulantes à presidência dos Estados Unidos. Historicamente, o dia costuma ser decisivo tanto para o Partido Republicano quanto para o Democrata, mas, principalmente, para a sigla que está na oposição -- desta vez, os republicanos. As primárias democratas em Washington serão realizadas em junho. Em um único dia, pouco mais de um terço dos delegados - representantes de cada candidato - é definido. Neste ano, 15 estados e um território dos Estados Unidos irão votar na 'Superterça', que acontece no dia 5 de março. Para os republicanos, isso significa a escolha de 874 do total de 2.429 de delegados do partido. Entenda mais EUA se preparam para 'Superterça' mais previsível e esvaziada dos últimos anos

source https://g1.globo.com/mundo/noticia/2024/03/04/as-vesperas-da-superterca-nikki-haley-vence-trump-pela-primeira-vez-nas-primarias-do-partido-republicano.ghtml
Close Menu