Homem aguarda há mais de três meses por cirurgia na perna em hospital de Canoas


São 92 dias à espera de cirurgia. Homem foi transferido para outra unidade de saúde, mas permanece no aguardo do procedimento. Prazo para novo processo cirúrgico é de até um mês. 19 mil pessoas na fila para consultas na rede de saúde de Canoas Alexandre Dias da Silva está há mais de três meses à espera de uma cirurgia na perna, desde que deu entrada no Hospital de Pronto Socorro de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, após ter sofrido acidente em setembro do ano passado. O homem aguarda pela colocação de uma placa e de uma haste na perna para receber alta. 📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp "Estou eu aí há 92 dias esperando uma cirurgia para pôr uma placa e uma haste na minha perna, para poder ser liberado", diz o paciente. Após a reportagem da RBS TV entrar em contato com a assessoria da unidade de saúde, Alexandre foi transferido para o Hospital Universitário do município, na noite de quinta-feira (22), porém permanece no aguardo do procedimento cirúrgico. Alexandre Dias da Silva, paciente que aguarda por cirurgia em Canoas Reprodução/RBS TV Acidente e cirurgias Em 22 de novembro de 2023, Alexandre dirigia uma moto quando foi atingido por um carro próximo à avenida Guilherme Shell, no centro de Canoas. Com a colisão, ele teve uma fratura exposta na perna esquerda, correndo risco de amputação. Na ocasião, deu entrada no HPS da cidade, onde passou por procedimentos para colocação de fixadores que estabilizariam a perna. Alexandre permaneceu internado e contou que os transtornos no hospital começaram quando houve a necessidade de uma nova cirurgia destinada a fazer enxerto no membro inferir. "Tive que passar por algumas cirurgias. Tive seis procedimentos cancelados devido à greve. Depois de alguns meses tive que ingressar na Justiça para fazer a enxertia, reposição de pele na lesão, que era muito grande, para em seguida eu estar sendo passado com o traumatologista e para eu estar concluindo o meu tratamento e poder ir para casa", explica. Homem sofreu acidente de moto em Canoas Reprodução/RBS TV Momentos difíceis Familiares que acompanham a situação relatam que o homem vem passando por momentos difíceis devido à realidade em que se encontra. "Ele já emagreceu horrores, ele está depressivo. É um tratamento desumano, a gente só quer que alguém tome uma atitude", destaca Fernanda Pogliese, irmã do homem. Em nota, a direção do Hospital de Pronto Socorro de Canoas disse que o paciente "foi submetido a uma série de tratamentos complexos, realizados com sucesso" (abaixo, leia a íntegra). A unidade de saúde salientou ainda que "embora leitos no Hospital Universitário tenham sido oferecidos ao paciente em ocasiões anteriores, ele escolheu não prosseguir com a transferência nessas oportunidades". Além disso, informou que "na noite do dia 22, o paciente foi transferido para o Hospital Universitário, após um leito ter sido disponibilizado pela quinta vez". De acordo com o secretário da Saúde do município, Jurandir Maciel, a expectativa é que Alexandre deva passar pela última cirurgia no máximo em 30 dias. Em Canoas, a especialidade de traumatologia tem uma das maiores filas de espera para atendimento. Apenas para realizar consultas com médicos há 3.397 pessoas aguardando. No caso de cirurgias, são 484. Ao todo, na fila para consultas na rede de saúde da cidade há 19 mil pessoas. Nota do Hospital de Pronto Socorro "O Hospital de Pronto Socorro de Canoas, em sua busca incessante por promover saúde com excelência em cuidado traumatológico, vem a público esclarecer que: O paciente Alexandre Dias da Silva estava sob nossos cuidados desde o dia 22 de novembro de 2023, após um acidente de trânsito que resultou em lesões sérias, incluindo a exposição da tíbia. Desde o início, ele foi submetido a uma série de tratamentos complexos, desde enxertos de pele a procedimentos vasculares, cirurgias plásticas e ortopédicas, realizados com sucesso e que refletem o comprometimento e a dedicação de nossa equipe multidisciplinar para assegurar sua plena recuperação. Ressaltamos que, embora leitos no Hospital Universitário tenham sido oferecidos ao paciente em ocasiões anteriores, ele escolheu não prosseguir com a transferência nessas oportunidades. Na noite do dia 22, o paciente foi transferido para o Hospital Universitário, após um leito ter sido disponibilizado pela quinta vez. O Hospital de Pronto Socorro de Canoas mantém seu firme compromisso com o bem-estar e a saúde de todos os seus pacientes, dedicando-se integralmente a garantir que a assistência necessária seja continuada com excelência." VÍDEOS: Tudo sobre o RS

source https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2024/02/25/homem-aguarda-ha-mais-de-tres-meses-por-cirurgia-na-perna-em-hospital-de-canoas.ghtml
Close Menu