Câncer de pulmão: saiba como equipamento de baixa radiação usado em Barretos, SP, ajuda a diagnosticar doença


Equipamento é utilizado em carreta de atendimento itinerante do Hospital de Amor. Com ele, é possível verificar as condições do pulmão e identificar alterações de forma simplificada. Hospital de Amor usa equipamentos de baixa radiação para diagnosticar câncer de pulmão O Hospital de Amor de Barretos (SP) tem um programa de rastreamento do câncer de pulmão que possibilita detectar a doença em estágios iniciais, quando há maior possibilidade de cura. Faça parte do canal do g1 Ribeirão e Franca no WhatsApp Fernando Aparecido Nakamura, prestador de serviços gerais, foi fumante durante décadas e agora realiza as tomografias de baixa radiação oferecidas pelo hospital há quatro anos após parar de fumar depois de um susto. “Estava fazendo serviço no telhado. Fui tirar um trago de cigarro e me trancou a garganta, não saia ar nem pra fora nem pra dentro. Aí eu entrei em desespero”, conta Fernando. Foi através das tomografias que Fernando descobriu a sequela do vício, um enfisema pulmonar. “Parece que foi um aviso: ‘ou você para ou nós paramos você de fumar’, porque o cigarro, sabe como é que é, né? De lá pra cá está tudo bem, estou sempre melhor, porque estou fazendo a prevenção”, diz. Equipamento de baixa radiação ajuda a diagnosticar câncer de pulmão em estágio inicial no Hospital de Amor em Barretos, SP Carlos Trinca/EPTV Alta taxa de mortalidade No Brasil, são descobertos 32 mil novos casos de câncer de pulmão por ano e nove a cada dez pacientes descobrem o câncer com a doença já estágio avançado. “Câncer de pulmão é uma doença silenciosa, geralmente, quando ele é diagnosticado, ele já está em uma fase avançada, em que a cura já não é mais possível. A gente pode controlar a doença, mas não pode mais curar e, por conta disso, a mortalidade do câncer de pulmão é muito alta”, relata o médico radiologista Rodrigo Sampaio Chiarantano. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 85% dos casos, o tabagismo está relacionado com o surgimento da doença, sendo a maior causa do câncer de pulmão. Equipamento de baixa radiação e rastreamento Direcionado aos grupos de risco, pessoas fumantes ou que fumaram durante muito tempo, o rastreamento feito com um tomógrafo de baixa radiação está presente em uma carreta de atendimento itinerante do Hospital de Amor. “Eu consigo fazer o exame de tórax com uma fração da radiação que eu usaria num exame convencional. Não só nódulos, eu consigo ver outras alterações que eventualmente estão relacionadas ao tabagismo, diagnosticar e dar uma indicação para o clínico do que precisa ser feito. Então, de forma geral, eu consigo rastrear o paciente como um todo", explica o médico radiologista. Com uma linguagem simplificada, após o exame, o paciente recebe um laudo que conta até com ilustrações para facilitar a compreensão. Hospital de Amor de Barretos tem carreta com equipamento de baixa radiação para diagnosticar câncer de pulmão em estágio inicial Carlos Trinca/EPTV Diagnóstico e tratamento Depois do exame, o paciente recebe um laudo com termos mais simples para a fácil compreensão dos resultados e, caso seja detectado um nódulo, é encaminhado para investigação e tratamento, que pode variar dependendo do resultado. Em alguns casos, o tratamento será a cirurgia. Depois da doença ser diagnosticada, o paciente é encaminhado para o operatório, onde o câncer é removido. Para os pacientes que não são elegíveis para passar pela cirurgia, Chiarantano explica que há a opção de radioterapia. “Em determinados casos, a radioterapia é um tratamento definitivo, inclusive com intenção de cura. Para o paciente que não tem condições cirúrgicas, ela é uma opção efetiva e que pode, inclusive, levar a cura se o tumor for pequeno e outras determinadas condições", explica. Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

source https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2024/02/25/cancer-de-pulmao-saiba-como-equipamento-de-baixa-radiacao-usado-em-barretos-sp-ajuda-a-diagnosticar-doenca.ghtml
Close Menu