carnaval de ofertas

Ano Novo Chinês: entenda a diferença com o nosso calendário, a relação com os animais e a origem do ciclo anual


O feriado mais importante da China começa neste sábado, 10 de fevereiro. Milhões de pessoas viajam para ver suas famílias. Boneco de dragão chinês Caseman/Domínio Público/Via Wikipedia O Ano do Dragão começa no dia 10 de fevereiro, a data do Ano Novo Chinês. O evento é o principal feriado para os chineses. É uma semana de feriado, mas oficialmente o festival de Ano Novo dura 15 dias. ✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp Nos dias de festa, as grandes cidades da China ficam vazias, porque as pessoas que têm família no interior viajam para ver seus parentes. O transporte aéreo e de trem geralmente ficam lotados. Em 2020, as viagens para o Ano Novo Chinês acabaram fazendo com que o coronavírus se espalhasse pelo país. Naquele ano o evento foi cancelado, e muita gente ficou sem conseguir voltar para casa. A data do Ano Novo é móvel: ela não acontece sempre depois de um ciclo fixo de dias, como no caso do calendário gregoriano, que se repete a cada 365 dias. Número de dias no calendário O calendário chinês tem a Lua como parâmetro -- e, por isso, a festividade também é chamada de Ano Novo Lunar. O ano é o fim de 12 ciclos completos da Lua. Se no calendário gregoriano um ano é o tempo que a Terra demora para dar a volta em torno do sol, no calendário lunar são 12 ciclos da lua. O ciclo lunar tem aproximadamente 29 dias, diz o astrofísico Thiago Signorini Gonçalves, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. “Os anos lunares são mais curtos que os anos solares. Eles têm cerca de 354 dias, ao redor de 11 dias a menos”, diz ele. Ao longo dos anos, isso pode implicar um descompasso com as estações (verão, outono, inverno e primavera). “Para corrigir isso, a cada três anos, aproximadamente, adiciona-se um mês no ano, de forma que o calendário fique mais ou menos sincronizado com o calendário solar, que é mais preciso no que diz respeito às estações”, afirma Gonçalves. É uma espécie de “mês bissexto”. Por que os chineses relacionam os anos a animais? Os anos são dedicados a animais no calendário chinês. São doze, que se intercalam: Rato, Boi, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Carneiro, Macaco, Galo, Cão e Porco (ou Javali). Este é o ano do Dragão. Essa relação com os animais vem do budismo. Na mitologia dessa religião, ao decidir como seria o calendário, Buda convocou uma reunião com os bichos. Mas só 12 apareceram para o encontro. Por isso, eles foram homenageados de acordo com sua ordem de chegada. Os anos têm outras características definidoras: eles recebem o nome de um elemento (água, metal, terra, fogo e madeira). Qual é a origem do calendário lunar? O astrofísico Thiago Signorini Gonçalves afirma que a lua é um objeto muito simples de acompanhar do que o sol, e as fases da lua (crescente, cheia, minguante e nova) são eventos fáceis de serem medidos. “O sol facilita a marcação dos dias mas, claro, é a rotação da Terra em torno de si mesma. É mais difícil determinar o ano solar, ainda que civilizações antigas tenham marcado muito bem, porque o sol se põe mais a norte ou a sul de acordo com a época do ano”. Entenda o Ano Novo Chinês, que terá menos comemorações para evitar surtos de Covid-19

source https://g1.globo.com/mundo/noticia/2024/02/10/ano-novo-chines-entenda-a-diferenca-com-o-nosso-calendario-a-relacao-com-os-animais-e-a-origem-do-ciclo-anual.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem