carnaval de ofertas

Prouni 2024: inscrições começam nesta segunda; saiba quem pode pedir bolsa


Programa oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições particulares de ensino superior. Candidato deve ter feito o Enem em 2022 ou 2023 e ter obtido nota mínima. Inscrições do Prouni do primeiro semestre de 2024 começam nesta segunda-feira (29). Foto: Emily Santos/g1 As inscrições para o processo seletivo do Programa Universidade Para Todos (Prouni) do 1º semestre de 2024 começam nesta segunda-feira (29). Os interessados devem se inscrever até a quinta-feira (1º) pelo portal Acesso Único (acessounico.mec.gov.br/prouni), utilizando o login gov.br com CPF e senha. O Prouni é um programa do Ministério da Educação (MEC) que oferece bolsas de estudo integrais (cobrem 100% da mensalidade) e parciais (50%) em instituições particulares de ensino superior. Para se inscrever, o candidato deve ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 ou 2023, ter obtido média mínima de 450 pontos nas áreas de conhecimento e nota superior a zero na redação. (Veja os critérios detalhados mais abaixo.) 📅 Datas do ProUni 2024 Inscrições: de 29 de janeiro a 1º de fevereiro Resultado da primeira chamada: 6 de fevereiro Resultado da segunda chamada: 27 de fevereiro Manifestação de interesse na lista de espera: 14 e 15 de março Resultado da lista de espera: 18 de março 📝 Como funciona O candidato deve indicar, em ordem de preferência, até duas opções de curso (selecionando a instituição de ensino e o turno). Depois, é necessário marcar se quer participar na modalidade de ampla concorrência ou de cotas. Por fim, precisa monitorar, a cada dia, a nota parcial para aqueles cursos. Se quiser, pode mudar suas escolhas (valerá a última opção marcada antes do fim do período de inscrição). Se o candidato estiver dentro da nota de corte e conseguir uma das vagas ao final do prazo de inscrição, ele constará como pré-selecionado. O que significa ser 'pré-selecionado'? O candidato pré-selecionado ainda não é "dono" da vaga. Ela está reservada para ele, mas, antes de assumi-la, é necessário cumprir com as últimas etapas de seleção. Ainda será preciso comprovar as informações prestadas no ato da inscrição (como a renda familiar per capita e o certificado de conclusão de curso em escola pública, por exemplo). Isso é feito na instituição de ensino na qual o aluno estudará no prazo indicado no edital. Se não houver formação de turma, o aluno perderá a vaga. Poderá tentar participar da segunda chamada e da lista de espera (caso manifeste interesse). Quais são os critérios de desempate? No caso de notas idênticas na média aritmética das notas do Enem, o desempate entre os candidatos será determinado de acordo com a seguinte ordem de critérios: Maior nota na prova de redação. Maior nota na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias. Maior nota na prova de matemática e suas tecnologias. Maior nota na prova de ciências da natureza e suas tecnologias. Maior nota na prova de ciências humanas e suas tecnologias. 📚 Quem pode se inscrever Pode se inscrever o candidato que realizou o Enem 2022 ou 2023 e obteve média mínima de 450 pontos nas áreas de conhecimento e nota superior a zero na redação. Além disso, é preciso atender a pelo menos um dos pontos abaixo: Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública; Ter cursado o ensino médio completo em escola privada como bolsista integral; Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral; Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada com bolsa parcial ou sem a condição de bolsista; ou Ter cursado o ensino médio completo em escola privada com bolsa parcial da respectiva instituição ou sem a condição de bolsista; Ser pessoa com deficiência, na forma prevista na legislação; ou Ser professor da rede pública de ensino, exclusivamente para os cursos de licenciatura e pedagogia, destinados à formação do magistério da educação básica. 💰 Renda Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve ter renda familiar bruta mensal per capita de até um salário mínimo e meio (R$ 2.118 por pessoa). Para as bolsas parciais, o limite da renda familiar bruta mensal per capita é de três salários mínimos (R$ 4.236 por pessoa). 👉🏾 Como calcular a renda familiar bruta mensal por pessoa? Para saber se o aluno se encaixa nos critérios de renda, deve somar os salários de todos os que moram com ele e, depois, dividir pelo número de componentes do grupo. Por exemplo: pai (R$ 2,3 mil por mês), mãe (R$ 1,7 mil por mês), candidato do Prouni (sem renda) e irmão mais novo (sem renda). Somando os valores, chega-se ao total mensal de R$ 4 mil. Depois, dividindo pelos 4 membros da família, o resultado é R$ 1 mil. Esse é o valor que deve ser tomado como referência pelo Prouni. Como está abaixo de 1,5 salário mínimo per capita (R$ 2.118), o candidato poderá concorrer à bolsa de estudos integral. 🧾 É possível usar Prouni e Fies ao mesmo tempo? E Prouni e Sisu? Fies e Prouni: Sim. Se o candidato conseguir a bolsa de estudos parcial do Prouni, que cobre apenas 50% da mensalidade, poderá financiar a outra metade pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Sisu e Prouni: Não. O aluno até pode se inscrever nos dois programas, mas precisará escolher apenas um ao efetivar a matrícula. Lembrando que o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) oferece vagas em instituições de ensino públicas, e o Prouni, em particulares.

source https://g1.globo.com/educacao/noticia/2024/01/29/prouni-2024-inscricoes-comecam-nesta-segunda-saiba-quem-pode-pedir-bolsa.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem