carnaval de ofertas

Para superar a morte do marido, idosa de 81 anos começa a dançar e vira destaque em aulas de balé no ES


Terezinha Marques Ferreira Navarro começou a dançar aos 75 anos, para superar a fase do luto pela perda do marido com quem foi casada por 54 anos. Terezinha Marques Ferreira Navarro, 81 anos, se destaca no balé após a morte do marido (ES) Reprodução/TV Gazeta Aos 81 anos de idade, a aposentada Terezinha Marques Ferreira Navarro surpreende os colegas e professores com seu desempenho nas aulas de balé. A idosa é moradora de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, e começou a fazer as aulas para superar o luto após a perda do marido. Agora, é destaque na dança e inspira até os colegas. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram "Foi quando meu marido faleceu que eu resolvi fazer balé, para não ficar dentro de casa. Única maneira mais fácil para mim era a dança. Aí saí e tô até hoje. Estou gostando e aconselho as mulheres a fazer balé", disse Terezinha. Terezinha Marques Ferreira Navarro, 81 anos, se destaca no balé após a morte do marido (ES) Reprodução/TV Gazeta Ela foi casada por 54 anos e, há seis anos, perdeu o marido. Foi quando ela resolveu investir na dança para enfrentar a dor do luto. Fazer as aulas era uma forma de se distrair e não cair na tristeza. "O meu marido faleceu comigo em casa, sofreu um infarto. Para não entrar em depressão, não ficar pensando bobagem, eu resolvi entrar no balé", disse Terezinha. 📲 Clique aqui para seguir o canal do g1 ES no WhatsApp Aposentada mantém corpo e mente ativos com balé Além das aulas de balé, que acontecem duas vezes por semana, Terezinha faz corrida na rua e já foi praticante de ginástica. Ela contou que a filha e a neta dela já dançavam balé anteriormente, o que a incentivou a escolher a dança. "Sempre falo que o balé dá vida para às pessoas, principalmente para nós mulheres. Quem dança é mais feliz", completou Terezinha. Terezinha Marques Ferreira Navarro, 81 anos, se destaca no balé após a morte do marido (ES) Reprodução/TV Gazeta O coreógrafo e professor de dança Jeremias Scheydeger tece vários elogios à aposentada. "Ela é muito disciplinada, chega sempre na hora certa, só vem a pé. Ela é realmente um exemplo de qualidade de vida, modo de viver. A Terezinha tem uma peculiaridade que nem todo mundo tem. Ela anda muito a pé, o carro fica na garagem. Acho que isso faz ela ficar com mais vitalidade, mais saúde, mais disposição", disse. Terezinha Marques Ferreira Navarro, 81 anos, se destaca no balé após a morte do marido (ES) Reprodução/TV Gazeta Vídeos: tudo sobre o Espírito Santo Veja o plantão de últimas notícias do g1 Espírito Santo

source https://g1.globo.com/es/espirito-santo/sul-es/noticia/2023/12/31/para-superar-a-morte-do-marido-idosa-de-81-anos-comeca-a-dancar-e-vira-destaque-em-aulas-de-bale-no-es.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem