carnaval de ofertas

Família de mãe e filho que morreram envenenados está chocada a cada novo detalhe divulgado pela polícia, diz advogado


Ex-nora de Leonardo Pereira Alves é a principal suspeita de ter envenenado suco que causou mortes. Para a polícia, a motivação seria o sentimento de rejeição dela com o fim do namoro com o filho da vítima. Advogada Amanda Partata (lado esquerdo), Leonardo Pereira Alves (meio) e Luzia Alves (lado direito), em Goiânia, Goiás Reprodução/Redes Sociais A família de Leonardo Pereira Alves e Luzia Alves, que morreram após consumirem um suco envenenado, em Goiânia, está chocada com cada novo detalhe das investigações. A informação foi repassada por Luis Gustavo Nicoli, advogado da família e sobrinho de Luzia, ao comentar sobre a prisão de Amanda Partata, ex-nora de Leonardo, como a principal suspeita do crime. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram “Naquele primeiro momento, a família vivia um luto pela perda e aí veio, surpreendentemente, a informação de que essa pessoa, que era acolhida pelo seio da família, poderia ser quem cometeu o crime. Então, isso é bárbaro para todos nós! Nós estamos chocados com cada revelação que chega para nós”, lamenta o advogado. Amanda foi presa temporariamente na noite de quarta-feira (20) e, durante a chegada na delegacia, negou a autoria do crime. Para a polícia, a motivação para o crime seria o sentimento de rejeição dela com o fim do namoro de 1 mês e meio com o filho de Leonardo. LEIA TAMBÉM: O QUE SE SABE: Veja o que se sabe e o que falta esclarecer sobre caso da advogada suspeita de matar o ex-sogro e a mãe dele envenenados em Goiânia ENVENENAMENTO: Polícia acredita que advogada tenha colocado veneno em suco para matar ex-sogro e mãe dele Advogada que se apresentava como psicóloga: Saiba quem é a mulher suspeita de matar ex-sogro e a mãe dele envenenados MOTIVAÇÃO: Advogada matou ex-sogro e mãe dele após se sentir rejeitada por término de namoro que durou menos de 2 meses, diz delegado Ex de advogada suspeita de matar pai e avó dele diz que não imaginava tamanha brutalidade Em nota, os advogados dela disseram que aguardam o desenrolar das investigações para comentarem sobre as acusações. A defesa de Amanda contesta a legalidade da prisão (veja nota completa no fim da reportagem). O médico Leonardo Pereira Alves Filho, ex da advogada e filho de uma das vítimas, se pronunciou sobre o caso pela primeira vez na tarde de terça-feira (26), após prestar depoimento à polícia. Ao lamentar a morte do pai e da avó, ele disse nunca ter imaginado algo que justificasse "tamanha brutalidade". "A gente nunca imaginava qualquer coisa que justificasse tamanha brutalidade. E a gente tá vivendo nosso luto. Tem sido muito difícil", desabafou o médico. Entenda o caso Na manhã de 17 de dezembro, Amanda foi até a casa da família do ex-namorado levando um café da manhã, com pão de queijo, biscoitos, suco de uva e até bolos de pote. Porém, ela teria envenenado o suco momentos antes. Câmeras de monitoramento do mercado mostram a suspeita escolhendo as compras, em Goiânia (veja fotos abaixo). Mas, ao invés de ir direto para a casa da família, a advogada voltou para o hotel. O delegado acredita que foi neste momento em que ela envenenou um suco de uva. Amanda Partata faz compras para café da manhã que terminou com morte do ex-sogro e mãe dele, em Goiânia, Goiás Divulgação/Polícia Civil "Foram comprados diversos alimentos. Até por uma questão técnica, é mais possível que o veneno tenha sido ministrado no suco, porque é mais fácil dissolver o veneno no meio líquido", afirmou o delegado Carlos Alfama. Durante a refeição, somente Leonardo e Dona Luzia tomaram o suco, levado pela advogada. Segundo o delegado, a mulher afirmava que está grávida do filho de Leonardo e, por isso, continuava tendo proximidade com a família, embora não tivesse mais um relacionamento sério com o rapaz. Cerca de três horas depois do consumo, Leonardo e Luzia começaram a sentir dores abdominais, além de também apresentarem vômitos e diarreia. Mãe e filho foram internados no Hospital Santa Bárbara, em Goiânia, mas os dois não resistiram. Leonardo morreu ainda no domingo (17) e a mãe dele no dia seguinte. “Eu acredito que a intenção dela era matar qualquer pessoa que consumisse os alimentos”, disse o delegado. Amanda Partata suspeita de matar ex-sogro e mãe dele em Goiânia, Goiás Reprodução Uma foto obtida com exclusividade pelo g1 mostra a advogada na mesa de café da manhã no dia em que o ex-sogro e a mãe dele morreram em Goiânia (veja acima). Envenenamento A Polícia Científica ainda tenta analisar qual a substância exata foi usada no envenenamento das vítimas. Mais de 300 pesticidas passaram por perícia, mas o uso deles foi descartado. O delegado diz que a morte por intoxicação alimentar foi descartada, porque o tempo de incubação das bactérias no organismo humano faz com que, normalmente, a morte aconteça depois de um período mais prolongado. "Mesmo que a perícia não encontre veneno nas substâncias apreendidas, a certeza é de uma morte por envenenamento. Não foi intoxicação alimentar, isso a perícia facilmente já detectou. Não foi infecção bacteriana. Qual a outra possibilidade? O perito apontou: a morte foi por envenenamento", explicou o delegado. Polícia Científica explica como soube que homem e mãe mortos foram envenenados Nota da defesa de Amanda na íntegra Os advogados que representam a Senhora Amanda Partata informam que aguardam os desdobramentos das investigações, cujo trâmite é sigiloso, para se manifestar quanto ao teor das imputações declinadas pela Autoridade Policial. Quanto a prisão da Senhora Amanda Partata consideramos que se efetivou de forma ilegal na medida em que realizada no período noturno em hospital onde se encontrava internada sob cuidados médicos. Destaque-se, ainda, que a Senhora Amanda Partata compareceu voluntariamente à Delegacia de Investigação de Homicídios, entregou objetos e documentos e, por intermédio de seus advogados, deu plena ciência à Autoridade Policial da sua localização e estado de saúde. As medidas judiciais para preservação e restabelecimento da legalidade serão adotadas oportunamente 📱 Veja outras notícias da região no g1 Goiás. 📱 Participe dos canais do g1 Goiás no WhatsApp e no Telegram. VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

source https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2023/12/27/familia-de-mae-e-filho-que-morreram-envenenados-esta-chocada-a-cada-novo-detalhe-divulgado-pela-policia-diz-advogado.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem