carnaval de ofertas

Saiba quem era a jovem que filmou quando foi morta pelo namorado em Goiás


Vídeo filmado por Ielly Gabriele mostra quando Diego apontou a arma para ela e ela foi baleada. Mãe da vítima a descreveu como uma garota alegre, descontraída e sem medo de viver. Mulher filma quando é morta com tiro disparado pelo namorado, diz polícia; vídeo é forte A jovem Ielly Gabriele Alves, de 23 anos, filmou o momento em que foi morta ao levar um tiro disparado pelo próprio namorado, Diego Fonseca Borges, de 27 anos, em Jataí, na região sudoeste de Goiás. Ao g1, a mãe da jovem, Olesiane Alves, a descreveu como uma garota alegre, descontraída e sem medo de viver. "Não tinha tempo ruim com ela, ela não via maldade nas pessoas e queria 'consertar o mundo', disse a mãe. O caso aconteceu no sábado (4). Um vídeo filmado por Ielly mostra quando Diego apontou a arma para ela e ela foi baleada (assista acima). Até a última atualização desta reportagem, o g1 não conseguiu contato com a defesa de Diego para um posicionamento. Segundo a Polícia Militar, na ocasião, o suspeito disse que a companheira havia sido baleada por um homem em uma moto, em Jataí, mas os militares perceberam a inconsistência da versão dele. LEIA TAMBÉM Após polícia descobrir que empresário foi filmado matando namorada, ele alegou não saber que arma estava carregada, diz delegado LEIA PRINT: Jovem que filmou quando namorado a matou já tinha sido ameaçada por ele, diz amiga Jovem que foi filmado matando a namorada mentiu para polícia dizendo que vítima foi baleada por homem em moto, diz PM VÍDEO É FORTE: Jovem filma quando é morta com tiro disparado pelo namorado, diz polícia Diego Fonseca Borges apontado arma para namorada Ielly Gabriele Alves em Jataí Reprodução/Redes sociais e Arquivo pessoal/Olesiane Alves 'Vivia o presente' Nascida no dia 1 de agosto, Ielly era natural de Jataí. A mãe explicou que a filha "vivia o presente" e que "não tinha medo de viver". Segundo a mãe, a jovem trabalhava com vendas autônomas de roupas e iria começar um curso técnico de enfermagem em 2024. "Éramos apenas nós duas. Ela foi minha companheira", contou. Olesiane ainda explica que a jovem gostava de tirar fotos e ir a festas. Ielly Gabriele Alves e a mãe, Olesiane Alves, em Jataí Arquivo pessoal/Olesiane Alves "Ela sempre falava que 'a gente está aqui [na Terra] só de passagem. É como se ela já estivesse se despedindo há muito tempo", declarou Olesiane. A mulher ainda disse que a filha era correta e que "não se envolvia com coisas erradas", ainda que tenha se envolvido com "pessoas erradas, por dar segunda chance a elas". Relacionamento conturbado Ao g1, a mãe de Ielly Gabriele contou que a filha se relacionou com Diego por um ano e sete meses. Ela caracterizou o namoro dos jovens como uma relação conturbada, com idas e vindas e disse que, no dia em que Ielly foi morta, ela tinha dito à mãe que iria terminar o relacionamento. "Foi 1 ano e sete meses de sofrimento. Mais cedo no dia ela disse que não queria mais porque eles 'não davam certo' e disse que ele queria conversar com ela", lembrou Olesiane. "Ela ainda esquentou um prato de comida para ele aqui em casa [antes de eles saírem]. Ela falou: mãe, eu vou ali e logo já volto", completou. A mãe explica que a filha sabia que Diego tinha uma arma, mas diz não saber se Ielly tinha conhecimento que o jovem a estava portando naquele momento. Segundo Olesiane, a filha não falaba do relacionamento com frequência, mesmo que ela tentasse ajudar. "Teve algumas vezes que eles discutiram e ela chegava com algum hematoma. Eu achava ruim intrometer, mas era difícil. Ela não me falava muito porque ela sabia que eu tomava as dores dela", disse a mãe. Versão inconsistente Ao chegarem ao hospital, os policiais encontraram o namorado da jovem, que afirmou que estava conduzindo um veículo com sua namorada quando foram abordados por uma motocicleta ocupada por dois indivíduos e que, nesse instante, o garupa sacou uma arma de fogo e disparou, matando a jovem. Porém, a polícia desconfiou da versão apresentada pelo homem. “Diante da contradição do namorado, a polícia começou a mexer no celular da vítima e encontrou a filmagem da execução”, afirmou o major da PM, Ulisses Cortez. 📱 Veja outras notícias da região no g1 Goiás. 📱 Participe da comunidade do g1 Goiás no WhatsApp e no Telegram. VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

source https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2023/11/07/saiba-quem-era-a-jovem-que-filmou-quando-foi-morta-pelo-namorado-em-goias.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem