carnaval de ofertas

Onda de calor: Inmet emite aviso de perigo para 5 estados e diz que alerta pode ser ampliado na próxima semana


Temperaturas devem ficar 5ºC acima da média até sexta-feira (10). No entanto, fenômeno pode se expandir e ganhar intensidade, trazendo mais calor para mais estados brasileiros. 2023 deve ser o ano mais quente em 125 mil anos, diz observatório europeu O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de perigo para cinco estados por causa de uma onda de calor, que deve aumentar as temperaturas até sexta-feira (10). No entanto, o fenômeno pode se expandir e ganhar intensidade. Até agora, o alerta vale para regiões de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Veja no mapa abaixo. Segundo o Inmet, as temperaturas nessas regiões devem ficar até 5ºC acima da média. Em cidades do Centro-Oeste, as máximas devem ultrapassar os 42ºC. Confira a previsão do tempo para a sua cidade Brasil terá onda de calor nos próximos dias Inmet/Reprodução O instituto informou ainda que existe a possibilidade de a onda de calor continuar e ganhar força a partir de sábado (11). Isso pode fazer com que o calor se espalhe por mais estados brasileiros, com temperaturas ainda mais altas. De acordo com o Climatempo, na segunda-feira (13), cidades do Tocantins, Bahia, Piauí, Espírito Santos e Minas Gerais também devem ter temperaturas acima dos 40ºC. Já a MetSul diz que a onda será incomum e uma das mais intensas da história, com temperaturas de 45ºC ou mais no Centro-Oeste, interior de São Paulo e regiões de Minas Gerais. Pela previsão da MetSul, o calor deve durar entre 10 e 14 dias e pode quebrar recordes de temperaturas. 2023 deve ser o ano mais quente em 125 mil anos, diz observatório europeu Máximas Confira, a seguir, a previsão para as temperaturas máximas, nas capitais brasileiras, para os próximos dias. Temperaturas máximas nas capitais VÍDEOS: Meio ambiente

source https://g1.globo.com/meio-ambiente/noticia/2023/11/09/onda-de-calor-inmet-emite-aviso-de-perigo-para-5-estados-e-diz-que-alerta-pode-ser-ampliado-na-proxima-semana.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem