carnaval de ofertas

Morre Henry Kissinger, personagem mais influente da política externa americana na segunda metade do século 20


Ele morreu na casa dele, em Connecticut, aos 100 anos. A causa não foi anunciada. Morre aos 100 anos Henry Kissinger, personagem mais influente da política externa americana na segunda metade do século 20 Reprodução/TV Globo Foi anunciada na noite desta quarta-feira (29) a morte de um gigante da diplomacia americana e vencedor do Nobel da Paz, o ex-Secretário de Estado. Henry Kissinger morreu na casa dele, em Connecticut, aos 100 anos. A causa não foi anunciada. Ele nasceu na Alemanha e, judeu, fugiu para os Estados Unidos com a família em 1938. Estudou na renomada Universidade de Harvard. Kissinger foi secretário de Estado de dois presidentes republicanos - Richard Nixon e Gerald Ford. Também assessorou outros presidentes, incluindo o democrata Bill Clinton, e George W. Bush no pós 11 de setembro. Saiba mais sobre sua trajetória abaixo. Legado diplomático Henry Kissinger deixou uma grande marca na política externa americana e do mundo: arquitetou a abertura diplomática da China e muitos dizem que formou as bases pra acabar com a Guerra Fria. Também fez o acordo sobre o controle de armas entre os EUA e a União Soviética, mediou a expansão de laços entre Israel e os seus vizinhos árabes e atuou nos acordos de paz de Paris pra colocar fim na Guerra do Vietnã. Ele ganhou o Nobel da Paz de 1973 – por esse acordo. Foi um dos mais controversos prêmios da história - dois membros do Comitê do Nobel renunciaram depois disso. Críticas Enquanto muitos elogiaram Kissinger pelo brilhantismo e capacidade diplomática, sendo protagonista em importantes momentos que mudaram a história mundial, outros o criticam fortemente por prolongar conflitos no Vietnã e no Camboja, assim como pelo apoio às ditaduras anticomunistas, na Ásia e na América Latina. Participação política pós governo Mesmo depois de deixar o cargo, Kissinger continuou ativo na política externa americana, participando em reuniões na Casa Branca, testemunhando no Congresso, escrevendo livros e dando entrevistas. Morre aos 100 anos Henry Kissinger, personagem mais influente da política externa americana na segunda metade do século 20 Reprodução/TV Globo Em julho de 2023, já com 100 anos, ele fez uma visita surpresa a Pequim para se encontrar com o presidente chinês, Xi Jinping. Na China, ele é celebrado por ter iniciado a relação entre Washington e Pequim. Antes de morrer, Henry Kissinger vinha dizendo que os Estados Unidos e a China têm que aprender a conviver para evitar conflito militar. Morre aos 100 anos Henry Kissinger, personagem mais influente da política externa americana na segunda metade do século 20 Reprodução/TV Globo

source https://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2023/11/30/morre-aos-100-anos-henry-kissinger-personagem-mais-influente-da-politica-externa-americana-na-segunda-metade-do-seculo-20.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem