No Marrocos, empresária Luiza Trajano diz ter sentido terremoto, mas que está bem e 'emana energia' às vítimas


Mandatária da rede varejista Magazine Luiza viajou ao país para um evento de empreendedorismo feminino. Forte tremor já deixou mais de 2 mil mortos; veja o que se sabe sobre a tragédia. Luiza Helena Trajano, mandatária do Magazine Luiza Divulgação A empresária de Franca (SP) Luiza Helena Trajano, que comanda a rede varejista Magazine Luiza, está no Marrocos para um evento de empreendedorismo feminino e disse em um post nas redes sociais ter sentido o terremoto que atingiu o país e já deixou mais de 2 mil mortos. Ela, no entanto, tranquilizou os seguidores, afirmou que está bem e que "a todo momento emana energia" à população marroquina. "Estou no Desert Women Summit, na região de Arfoud, em Marrocos. Aqui não houve danos, apenas sentimos tremores leves na cama. O evento continua, mas a todo momento paramos para emanar energia e lamentar o ocorrido para esse povo tão acolhedor. Agradeço as mensagens de preocupação para conosco, estamos bem", disse. VEJA TAMBÉM PÂNICO: brasileiros relatam susto e correria durante tremor DESESPERO: 'Dormi fora do hotel, no deserto', diz brasileira FOTOS: veja destruição provocada pelo forte tremor De acordo com a página oficial, o evento começou na quarta-feira (6) e segue até esta segunda (11). Luiza Trajano começou a trabalhar aos 17 anos na loja da família em Franca, interior de São Paulo, e transformou o negócio em uma das maiores potências do varejo da América Latina. No começo de 2023, ela voltou à lista global de bilionários da Forbes. Terremoto no Marrocos Caderno entre os escombros após terremoto em Amizmiz, no Marrocos Abdelhak Balhaki/REUTERS Na noite de sexta-feira (8), o terremoto, de magnitude 6,8, fez com que as pessoas corressem para as ruas de Marrakech e de outras cidades próximas. Um tremor secundário, de magnitude 4,9, foi sentido 19 minutos depois do terremoto. O terremoto ocorreu pouco depois das 23h, no horário local (19h de Brasília), a uma profundidade relativamente rasa, a cerca de 71 km a sudoeste de Marrakech, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos. 🔔 Receba no WhatsApp notícias da região de Ribeirão e Franca Muitas das mais de 2 mil mortes ocorreram em áreas montanhosas de difícil acesso. Há também o registro de 1.400 pessoas gravemente feridas. A maioria das vítimas mais está nas províncias ao sul de Marrakech. O rei Mohammed 6º declarou três dias de luto nacional e determinou o fornecimento de abrigo, comida e outras formas de ajuda aos sobreviventes. Edifício danificado na estrada entre Amizmiz e Ouirgane, após terremoto em Marrocos Ahmed El Jechtimi/REUTERS Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

source https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2023/09/10/no-marrocos-empresaria-luiza-trajano-diz-ter-sentido-terremoto-mas-que-esta-bem-e-emana-energia-as-vitimas.ghtml
Close Menu