Belo Horizonte apresenta Plano de Mobilidade Limpa; entenda


Plano foi apresentado ao ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), nesta sexta-feira (29). Iniciativa prevê redução das emissões de carbono no Centro de BH. Prefeitura de BH apresenta Plano de Mobilidade Limpa. Rodrigo Clemente/PBH A Prefeitura de Belo Horizonte apresentou um Plano de Mobilidade Limpa ao ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), nesta sexta-feira (29). A iniciativa prevê a redução das emissões de carbono na Região Central da capital mineira. O plano integra as ações do programa "Centro de Todo Mundo", focado na sustentabilidade e justiça social. A implementação de ônibus coletivos elétricos e outras fontes de energia limpa estão entre as propostas para melhorar a qualidade do ar na cidade. 'Centro de Todo Mundo': Belo Horizonte lança programa para requalificar região Entenda os principais pontos do plano abaixo: ♻️ Substituição da frota A prefeitura estima a substituição de 40% da atual frota do transporte público por ônibus com energia limpa até 2030. Segundo o prefeito Fuad Noman (PSD), testes serão feitos para que seja possível implementar, com racionalidade técnica, a melhor alternativa para a capital. 🚎 Inclusão de ônibus elétricos Uma das opções é incluir ônibus elétricos na frota. No quesito autonomia, os veículos podem percorrer cerca de 230 km com uma única carga de bateria. Ainda há a opção de recarga com eletricidade de fontes renováveis, como energia solar ou eólica. São sustentáveis e não emitem poluentes locais, como óxidos de nitrogênio (NOx) e partículas finas (PM), melhorando a qualidade do ar. A redução de ruído de até 10 decibéis, em comparação com os ônibus a diesel, também diminui a poluição sonora. 🚌 Veículos a gás biometano Outra alternativa são os veículos movidos a gás biometano. O biometano é obtido na produção do biogás, a partir da decomposição de matéria orgânica de origem vegetal ou animal. Dessa forma, o veículo não emite dióxido de carbono (CO2), um dos principais gases responsáveis pelo aquecimento global. Estudos técnicos apontam que o uso do biometano reduz a emissão de gases poluentes em 90%, se comparado ao diesel. 🚲 Mobilidade ativa Os investimentos em mobilidade ativa, ou seja, de forma não motorizada, também estão previstos no plano. O projeto de revitalização da Avenida Afonso Pena conta com um aporte de R$ 28,8 milhões para a implementação de ciclovias, além de faixas para transporte coletivo, recapeamento de asfalto, sinalizações vertical e horizontal e intervenções urbanas e paisagísticas. Outras conexões com trechos cicloviários estão previstos para serem implementados, até o fim de 2024, na Avenida Augusto de Lima, Rua dos Guajajaras, Avenida Álvares Cabral e Rua Sergipe. O uso de bicicletas compartilhadas é outra aposta. No último 22 de setembro, BH inaugurou dez estações de bikes elétricas. Até o fim do ano, a previsão é de que 50 estações e 550 bikes estejam em operação na cidade. ✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Minas no WhatsApp 'Era da fervura global': gráficos mostram 'oceanos com febre', recordes de calor e gelo derretendo, tudo agora Os vídeos mais vistos do g1 Minas:

source https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2023/09/30/belo-horizonte-apresenta-plano-de-mobilidade-limpa-entenda.ghtml
Close Menu