carnaval de ofertas

Ex-comandante da PM do DF vai à CPI dos Atos Golpistas nesta terça


Coronel Fábio Augusto Vieira foi preso no dia 18, em operação da PF sobre omissão da cúpula da PM no 8 de janeiro. Decisão do STF permite que Vieira fique calado em questionamentos 'capazes de incriminá-lo'. O ex-comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Fábio Augusto Vieira Paulo H. Carvalho/ Agência Brasília O ex-comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Fábio Augusto Vieira, vai prestar depoimento nesta terça-feira (29) na CPI dos Atos Golpistas, no Congresso. Vieira comandava a instituição no dia 8 de janeiro, quando vândalos invadiram e depredaram as sedes dos três poderes da República. No dia 18 deste mês, o coronel foi preso pela Polícia Federal e foi alvo de mandados de busca e apreensão na Operação Incúria, que investiga omissão das autoridades na contenção dos golpistas. Vieira é investigado pelos crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, deterioração de patrimônio tombado e por infringir a Lei Orgânica e o Regimento Interno da PM. Autorização para não responder O ministro Cristiano Zanin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou na segunda-feira (28) que Vieira possa ficar em silêncio na CPI em algumas perguntas. Segundo a decisão, Vieira poderá ficar calado em questionamentos "capazes de incriminá-lo". Além disso, também terá direito: de não ser submetido ao compromisso de dizer a verdade a ser acompanhado por advogado e não sofrer constrangimentos físicos ou morais decorrentes do exercício dos direitos anteriores A decisão atendeu, em parte, pedido apresentado pela defesa do coronel ao STF. PGR e PF cumprem mandados de prisão contra cúpula da PM do DF Prisão anterior Vieira já havia sido preso por suposta omissão nos atos. Em fevereiro, o ministro Alexandre de Moraes, relator dos inquéritos que apuram os ataques no STF, concedeu liberdade provisória ao militar. À época, Moraes apontou que Vieira "não teria sido diretamente responsável pela falha das ações de segurança que resultaram nos atos criminosos ora investigados". A PM e o governo do DF são responsáveis pela segurança dos prédios do governo federal e de outros Poderes em Brasília. Em depoimento na CPI dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do DF, o ex-comandante-geral da PMDF culpou a falta de planejamento operacional pelos problemas na contenção dos ataques.

source https://g1.globo.com/politica/noticia/2023/08/29/ex-comandante-da-pm-do-df-vai-a-cpi-dos-atos-golpistas-nesta-terca.ghtml
Postagem Anterior Próxima Postagem