Cristiano Araújo revive em EP póstumo que fabrica dueto do cantor com o pai em música de Zezé Di Camargo


Capa do EP póstumo 'Meu pai, João Reis', de Cristiano Araújo Divulgação ♪ Estrategicamente programado para ser lançado na sexta-feira, 11 de agosto, antevéspera do Dia dos Pais, o EP Meu pai, João Reis dá sequência ao mercantilista processo de exumação do acervo de Cristiano Araújo (24 de janeiro de 1986 – 24 de junho de 2015), cantor sertanejo morto há oito anos. Com quatro músicas, o EP póstumo tem como foco a única faixa inédita do lote de fonogramas do disco, Sorriso bonito, música lançada pela dupla Zezé Di Camargo & Luciano em álbum de 1996. Cristiano Araújo deixou gravada a voz nesta composição de autoria de Zezé em parceria com Bruno e Felipe. A partir do registro feito em estúdio por Cristiano, o produtor musical e arranjador Blener Maycom adicionou a voz do pai do cantor, João Reis, para fabricar dueto virtual entre pai e filho em Sorriso bonito. Curiosamente, outra música do mesmo álbum editado por Zezé Di Camargo & Luciano em 1996, Não tenha dúvida (Carlos Randall, Danimar e Tivas), já tinha gerado dueto póstumo entre Cristiano e João. A faixa Não tenha dúvida integra o EP ao lado dos já lançados registros de Por que (Filipe Escandurras, Edu Valim e Ricardo da Cunha Barbosa, 2022) – outra faixa que traz o canto adicional de João Reis, tendo sido lançada em novembro do ano passado – e de Tempo ao tempo (Anderson Oliveira, Raynner Ferreira Coimbra de Sousa e Junior Sergio Mendes de Souza, 2010), fonograma que juntou a voz de Cristiano com as vozes da dupla Jorge & Mateus. O EP Meu pai, João Reis chega ao mercado pela gravadora Som Livre e estranhamente destaca no título e na capa mais o nome do pai do cantor do que o nome do próprio Cristiano Araújo.

source https://g1.globo.com/pop-arte/musica/blog/mauro-ferreira/post/2023/08/07/cristiano-araujo-revive-em-ep-postumo-que-fabrica-dueto-do-cantor-com-o-pai-em-musica-de-zeze-di-camargo.ghtml
Close Menu