Misael, filho de Flordelis, pode assumir vaga de Jorge Mariola, vereador acusado de assédio em São Gonçalo, se houver cassação


Misael não foi eleito devido à regra do quociente partidário, que indica o número de vagas que o partido obteve. O candidato do Podemos que ficou com a vaga foi Mariola, que teve 2.027 votos, enquanto Misael obteve 2.023. Pastor Anderson do Carmo, Misael e Flordelis Reprodução Wagner Andrade Pimenta, o Misael, um dos filhos afetivos da ex-deputada federal Flordelis, pode assumir a cadeira do vereador Jorge Luiz Gasco, o Jorge Mariola (Podemos), caso este tenha o mandato cassado na Câmara de Vereadores de São Gonçalo. Mariola é acusado de assédio sexual por uma servidora da Casa. Misael não foi eleito por causa da regra do quociente partidário, que indica o número de vagas que o partido obteve. O candidato do Podemos que ficou com a vaga foi Mariola, que teve 2.027 votos. Nessa mesma eleição, Misael teve 2.023 votos. Caso os 27 vereadores da Câmara de Vereadores de São Gonçalo decidam cassar Mariola, de 67 anos, quem assumirá a cadeira será Misael. Assédio sexual Thayssa Guimarães lembra o gesto supostamente feito por Jorge Mariola Reprodução/TV Globo Thayssa Guimarães, de 25 anos, registrou queixa na Delegacia da Mulher de São Gonçalo contra Mariola, alegando que, no dia 13 de abril, ele lhe fez um comentário que fazia alusão a sexo oral e, na sequência, teria tentado beijá-la. Ele nega as acusações e diz ser conhecido como “beijoqueiro”. O escândalo veio à tona na quinta-feira (11). No dia seguinte, na sexta (12), a Câmara de Vereadores abriu um protocolo de quebra de ética e decoro parlamentar para apurar o caso. Após essa investigação interna, e caso se comprove o envolvimento do vereador na situação, o caso pode culminar em um processo de cassação. Jorge Mariola Reprodução/TV Globo Para que Mariola seja cassado, é preciso que pelo menos dois terços dos 27 parlamentares —ou pelo menos 18 — votem pela perda do mandato do vereador. O g1 apurou que há uma pressão para que Mariola perca o mandato. Mas existe um arranjo para que o presidente da Casa, o vereador Alécio Breda Dias, o Lecinho, (MDB), peça explicações de Mariola. Lecinho está na iminência de ser cassado pela Justiça Eleitoral. De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Eleitoral, ele usou mulheres como laranjas para simular candidaturas e atingir o percentual mínimo determinado por lei. Quem é Misael Misael rompeu com a mãe após o assassinato do pastor Anderson do Carmo, em 2019. Durante o julgamento da pastora e cantora gospel, Misael afirmou que chegou à família de Flordelis quando tinha de 12 para 13 anos, na mesma época em que Anderson, na época adolescente, foi morar na casa da ex-deputada como filho afetivo dela. "Ele [Anderson] devia ser um ano ou um ano e meio mais velho do que eu. Devia ter de 13 para 14 anos", contou Misael em resposta ao Ministério Público. Depois, falou que Anderson sempre foi muito responsável e tinha uma liderança muito grande sobre o grupo. Misael contou também que, antes de se relacionar com Flordelis, Anderson namorou Simone dos Santos, filha biológica da ex-parlamentar. "Anderson tinha de 13 para 14 anos quando ele entrou para a família, sendo da primeira geração. Ele tinha uma autoridade, uma liderança natural. Ele chegou como filho da Flordelis e era responsável. Depois que começaram a namorar", disse. Misael e Flordelis Reprodução Misael também foi perguntado pelos promotores se tinha envolvimento com o tráfico, o que foi negado. "Então Flordelis criou essa história de traficante para enganar os fiéis?", quis saber o promotor. "Sim, criou essa história sim", respondeu a testemunha. Ele falou ainda que o mal-estar entre Flordelis e Anderson foi causado pela partilha dos ganhos financeiros da família. Misael afirmou que o pastor ficava com cerca de 60% da receita. O restante era destinado para Flordelis. "Ele ficava com mais porque pagava as contas e mantinha a casa. Minha mãe ficava com o resto, para uso pessoal", disse. "Ela falava que não estava mais aguentando, que ele estava atrapalhando a obra de Deus, que tinha coisa melhor para a família", disse reiterando que Flordelis se negava a se separar. "Falei para minha mãe separar ou ir para a mídia denunciar, mas ela dizia que não podia fazer isso porque iria escandalizar a obra de Deus", disse.

source https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2023/05/15/misael-filho-de-flordelis-pode-assumir-vaga-de-jorge-mariola-vereador-acusado-de-assedio-em-sao-goncalo-se-houver-cassacao.ghtml
Close Menu